Ouça ao vivo
Ouça ao vivo
No ar agora

Sandro Marques: “A sardinha e a saudade”

Sandro Marques
17:37 13.05.2024
Autor

Sandro Marques

Azeitólogo, professor e autor de livros sobre azeites e gastronomia
Jornalismo

Sandro Marques: “A sardinha e a saudade”

Sardinha é uma espécie curiosa: são mais de 300 variedades no mundo todo, com características bem semelhantes de sabor

Novabrasil - 13.05.2024 - 17:37
Sandro Marques: “A sardinha e a saudade”
Torta de sardinha. Foto: Divulgação

Estive em Portugal há dois anos, a convite de um grupo de consultores, para desenvolver uma atividade dentro de um olival. Eu sugeri que visitássemos o olival que fica nos fundos da casa do meu primo Fernando, na cidade de Tomar. 

Como era o auge da época de sardinhas, o Fernando nos convidou para uma “sardinhada”, um churrasco de sardinhas muito típico em junho. Foi uma experiência autenticamente portuguesa, regada a um bom azeite e com vista para o Castelo de Templários, o imponente e misterioso atrativo turístico de Tomar.

A sardinha é uma espécie curiosa: são mais de 300 variedades que ocorrem no mundo todo, com características bem semelhantes de sabor. Elas se popularizaram ainda mais no século XIX, quando se desenvolveu a tecnologia para serem enlatadas. Na Europa, há até mesmo latas safradas (assim como vinho). Elas são chamadas de millesimé.

Na semana passada, me deu saudades desse dia em Portugal. Abri algumas latas de sardinha e fiz uma despretensiosa torta de sardinha (meio torta, meio focaccia, meio pizza). Não era uma tradição na minha casa, mas a vó da minha esposa fazia uma deliciosa, que eu vivo tentando reproduzir.

Quando publiquei a foto no meu instagram (@umlitrodeazeite), descobri que muita gente tem boas lembranças dessa torta feita por uma avó ou uma tia. Há muitas receitas na internet, mas a minha preferida é essa, que fica com uma massa bem macia.

Torta de sardinha

Massa2 xícaras (chá) de leite morno
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres de sopa de açúcar
10 gramas (1 pacote) de fermento biológico seco
2 ovos
4 colheres de azeite
Uma pitada de sal

Essa quantidade de massa dá para uma forma retangular de bolo. A torta vai ficar com altura média. Eu gosto de fazer em forma redonda para ela ficar bem alta. Mas é uma questão de gosto.

Misture todos os ingredientes secos. Acrescente o leite morno, os ovos, o azeite e o sal. Mexa bem até ficar homogêneo. Essa massa fica mais encorpada do que uma massa de bolo e mais mole do que uma massa de pão. É possível fazer também na batedeira com gancho. Espalhe pela forma onde vai assar e deixe descansar por 40 minutos, enquanto você faz a cobertura.

Cobertura 5 tomates maduros picados, 2 colheres de extrato de tomate¼ de xícara de azeitonas da sua preferência picadas, 3 cebolas fatiadas e refogadas em azeite até murcharem, 3 latas de sardinha, salsinha, sal e pimenta do reino a gosto. Misture tudo, menos a cebola e o atum. 

Quando a massa tiver crescido, distribua os tomates, depois as cebolas e por fim os pedaços de sardinha. Regue com um pouco mais de azeite e asse por aproximadamente 35 minutos em forno a 180. Ela fica muito mais gostosa quando morna, e ainda mais gostosa no dia seguinte.

Tags relacionadas

#novabrasil Colunista cultura jornalismo Portugal Sandro Marques Sardinha
< Notícia Anterior

Parceiro de Samuel Rosa, Chico Amaral lança 'Canções brasileiras'

13.05.2024 16:00
Parceiro de Samuel Rosa, Chico Amaral lança 'Canções brasileiras'
Próxima Notícia >

Anitta é alvo de intolerância religiosa após post sobre Candomblé

14.05.2024 14:28
Anitta é alvo de intolerância religiosa após post sobre Candomblé
colunista

Sandro Marques

Suas redes

© 2024 - novabrasil - Todos os direitos reservados
Com inteligência e tecnologia: PYXYS - Reinventing Media Business