Hoje é aniversário de um dos mais importantes nomes da música popular brasileira: o cantor, compositor e violonista, João Bosco.

João Bosco é o aniversariante do dia! | Foto: Daryan Dornelles/Instagram.

Seu violão característico, muito bem executado, com ritmo e harmonias brilhantes, somados aos seus arranjos originais e às letras com discursos e mensagens contundentes de suas canções, fazem do artista único e original, um dos maiores de nossa MPB.

Com quase 50 anos de carreira e parceiros como Aldir Blanc – seu principal parceiro de composição – Vinicius de Moraes, Antônio Cícero, Waly Salomão, Chico Buarque, Belchior, João Donato, Milton Nascimento, Caetano Veloso e Capinan, João Bosco foi regravado também por grandes nomes como:

  • Elis Regina;
  • Simone;
  • Quarteto em Cy;
  • Fafá de Belém;
  • Maria Creuza;
  • Ney Matogrosso;
  • Emilio Santiago.

João nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, em 1946 e é irmão mais velho do saudoso também cantor e compositor Tunai (autor de hits como Frisson e Certas Canções).

A primeira gravação de João Bosco saiu no disco de bolso do jornal O Pasquim: a canção Agnus Sei (parceria com Aldir Blanc), em 1972. No mesmo ano, o artista foi gravado por Elis Regina e no ano seguinte assinou contrato com a gravadora RCA, lançando o seu primeiro disco.

Entre os principais sucessos de João Bosco estão as canções:

  • O Bêbado e a Equilibrista;
  • Bala com Bala;
  • O Mestre-Sala dos Mares;
  • Dois Pra Lá, Dois Pra Cá;
  • De Frente pro Crime;
  • Kid Cavaquinho, Incompatibilidade de Gênios e Corsário (todas em parceria com Aldir Blanc);
  • Linha de Passe (com Aldir e Paulo Emílio);
  • Papel Marchê (com Capinan);
  • e Samba do Pouso (com Vinicius de Moraes).

Viva João Bosco e a sua imensa contribuição para a música popular brasileira!