Hoje é aniversário do cantor, compositor e instrumentista Renato Teixeira.

Autor de dois dos maiores clássicos da nossa música popular brasileira – Romaria, lançada por Elis Regina no seu disco Elis, de 1977, e depois gravada por nomes como Maria Bethânia e Fafá de Belém; e Tocando em Frente, parceria com Almir Sater, lançada no disco Maria Bethânia – 25 anos, em 1991, e que também fez muito sucesso na voz do próprio AlmirRenato completa 77 anos neste 20 de maio.

Nascido em Santos, litoral paulista, Renato Teixeira iniciou sua carreira em meados dos anos 60 e, em 1967, sua composição Dadá Maria foi defendida por Gal Costa no III Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, ficando entre as finalistas. No ano seguinte, Roberto Carlos interpretou sua canção Madrasta, no mesmo Festival. 

Em 1969, Renato gravou o seu primeiro disco, em parceria com o cantor e compositor Chico Maranhão. Em 1977, sua composição Romaria foi gravada por Elis Regina, tornando-se rapidamente um estrondoso sucesso em todo o país, quebrando velhos tabus e preconceitos com o termo “caipira”, ao afirmar convictamente em seu refrão: “Sou caipira pira pora, Nossa Senhora de Aparecida”

 

Um dos maiores nomes e defensores da música chamada música de raiz ou música caipira até os dias de hoje, o artista lançou mais de 25 discos ao longo de seus mais de 50 anos de carreira e também é responsável pela compor e lançar outros grandes clássicos da MPB como Frete, Um Violeiro Toca (parceria com Almir Sater) e Amanheceu, Peguei a Viola

Em 2018, o seu disco +Ar, em parceria com Almir Sater, apresentou dez composições inéditas dos dois artistas e venceu o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa.  

Feliz aniversário, Renato Teixeira! Obrigada por “pedir de romaria e prece paz nos desaventos” e por nos mostrar que “cada um de nós compõe a sua história e cada ser em si carrega o dom de ser capaz e de ser feliz”!