Hoje é dia de celebrar a vida de Vânia Abreu. A cantora, escritora e produtora musical baiana nasceu em 1967, com o nome de Vânia Mercuri de Almeida, e cresceu no bairro de Brotas, em Salvador, ao lado de seus quatro irmãos: Tom, Marcos, Cristiana e – a também cantora – Daniela Mercury.

 

Começou sua carreira cantando em bares de Salvador, foi backing vocal do cantor e compositor baiano Gerônimo, cantou em trio elétrico no carnaval da Bahia e, em 1995, já morando em São Paulo, lançou o seu primeiro disco solo: Vânia Abreu, que já conta dois grandes sucessos que viraram hits radiofônicos em sua voz: As Quatro Estações (de Maurício Gaetani, Ary Sperling e Cláudio Rabello) e Bem ou Mal (de Maurício Gaetani).

Foto: Youtube | Antônio Bocaiúva

Além disso, o disco traz a regravação de dois clássicos da música brasileira:: Templo (de Chico César, Tata Fernandes e Milton Di Biasi, lançado por Chico César no mesmo ano) e Alegria (de Assis Valente e Durval Maia). Com seu primeiro disco, Vânia Abreu já se firmava como uma das grandes vozes da MPB e das grandes intérpretes do nosso país.

 

Depois disso, com repertório próprio e inédito, foi conquistando cada vez mais espaço, com o lançamento de mais seis discos e alguns singles, gravando grandes compositores da música popular brasileira, como Zeca Baleiro, Arnaldo Antunes, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Milton Nascimento e Carlinhos Brown.

 

Outro grande sucesso em sua voz é a canção Diga Que Me Ama, composição de Péri, gravada por Vânia em seu sexto disco, Misteriosa Esperança, de 2007.

No ano de 2012, a cantora assumiu a direção artística do selo musical paulista Comando S Discos e iniciou o trabalho de resgate e arquivamento da obra autoral e da produção do disco do sambista Riachão, intitulado Mundão de Ouro.

 

Em 2017, Vânia Abreu lançou o seu primeiro livro, para o Projeto – Eu Vim da Bahia: o infanto juvenil Eu e Meu Lugar, pela Editora Caramurê: uma narrativa que entrelaça a biografia de Riachão com uma história de ficção.

 

“Uma cantora baiana com carreira na MPBrasileira urbana, mas com sotaque.”: é assim que Vânia Abreu se descreve em seu site oficial.

 

Parabéns pelo seu dia, Vânia!