Clara Nunes foi uma cantora brasileira conhecida como uma das maiores intérpretes do País. Foi a primeira brasileira a vender mais de cem mil discos, marcando fortemente a história da música nacional e se tornando inspiração para as gerações de artistas que se seguiram. Quer saber mais sobre Clara Nunes? Então, leia este artigo!

Se você está procurando por “clara nunes músicas”, acabou de encontrar um artigo perfeito!
Se você está procurando por “clara nunes músicas”, acabou de encontrar um artigo perfeito! | Foto: Divulgação/Wilton Montenegro.

Quem foi Clara Nunes?

Clara Nunes é o nome artístico de Clara Francisca Gonçalves Pinheiro, nascida em 12 de agosto de 1942. Ela foi uma compositora e cantora brasileira, reconhecida como uma das melhores e maiores intérpretes do País. A revista Rolling Stone considerou Clara Nunes como a nona maior voz brasileira e, além disso, a quinquagésima primeira maior artista brasileira de todos os tempos.

No dia 5 de março de 1983, Clara Nunes iria fazer uma, aparentemente, simples cirurgia de varizes, no entanto, teve uma reação alérgica a um componente do anestésico. Sendo assim, Clara Nunes acabou sofrendo uma parada cardíaca e ficou internada na UTI por um período de 28 dias. Na madrugada do sábado, 2 de abril de 1983, Clara Nunes faleceu em razão de um choque anafilático.

Onde nasceu?

Clara Nunes nasceu em Paraopeba, um município do estado de Minas Gerais, e faleceu no Rio de Janeiro.

A seguir, conheça o marcante início da carreira da grande cantora Clara Nunes!
A seguir, conheça o marcante início da carreira da grande cantora Clara Nunes! | Foto: Wilton Montenegro/Divulgação.

Início da carreira

No início da década de 60, Clara Nunes conheceu Aurino Araújo, que a apresentou a diversos artistas. Aurino também se envolveu romanticamente com Clara. O produtor musical do início da carreira de Clara Nunes era Cid Carvalho, o responsável pela adoção desse nome artístico para a cantora.

Em 1960, Clara Nunes ainda atuava como tecelã quando foi vencedora da etapa mineira do concurso A Voz de Ouro ABC, com a música Serenata do Adeus, composta por Vinícius de Moraes. Na final do concurso, feita em São Paulo, Clara Nunes ocupou a terceira posição com a música Só Adeus, de Evaldo Gouveia e Jair Amorim.

Desde então, passou a cantar na Rádio Inconfidência, de Belo Horizonte, e começou a se popularizar na carreira musical. Por essa razão, teve de deixar o emprego como tecelã e o colégio, já que compromissos profissionais estavam aparecendo.

Por três anos seguidos, Clara Nunes foi considerada a melhor cantora do estado em que ela nasceu. Além disso, passou a fazer apresentações em clubes e boates da capital mineira e até mesmo trabalhou com o baixista Milton Nascimento.

Naquela época, a cantora fez sua primeira apresentação na televisão, no programa de Hebe Camargo, em Belo Horizonte. No ano de 1963, recebeu seu próprio espetáculo na TV Itacolomi, intitulado Clara Nunes Apresenta. O programa durou somente um ano e meio e recebia artistas de destaque nacional.

Até 1965, Clara Nunes estava vivendo em Belo Horizonte. Entretanto, Aurino a orientou dizendo que ela teria mais chances de ganhar fama se morasse no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Assim, Clara decidiu ir para Copacabana, no Rio de Janeiro, onde já possuía familiares.

Clara Nunes no Rio de Janeiro

Após se mudar para o Rio de Janeiro, Clara Nunes passou a se apresentar em inúmeros programas de televisão, aparecer em escolas de samba, clubes e casas noturnas. Antes de aderir ao samba, cantava principalmente boleros. Clara conheceu terreiros de religião de matriz africana e decidiu deixar o kardecismo e frequentar o candomblé.

Também no ano de 1965, a artista foi aprovada em um teste que fez para ser cantora na gravadora Odeon e fez o seu primeiro LP. O disco foi lançado pela Rádio Inconfidência.

Em 1966, a gravadora Odeon contratou Clara Nunes e ocorreu o lançamento do primeiro LP oficial da cantora, chamado de A Voz Adorável De Clara Nunes. A gravadora insistiu para que Clara interpretasse músicas românticas, então, neste álbum, o repertório é composto por boleros e sambas-canção. Entretanto, o LP não fez tanto sucesso comercialmente.

Dois anos após o lançamento do seu primeiro LP oficial, aconteceu a gravação de Você Passa e Eu Acho Graça, segundo disco na carreira de Clara Nunes e o primeiro no qual ela cantaria samba. O disco se tornou um grande sucesso.

Já no ano de 1969, a gravadora Odeon lançou A Beleza que Canta, LP no qual Clara Nunes atua como intérprete de Casinha Pequena, canção de domínio público. Também em 1969, Clara Nunes ganhou o primeiro lugar no Festival da Canção Jovem de Três Rios, graças à música Pra que Obedecer, de Paulinho Viola e Luís Sérgio Bilheri.

Agora que você já sabe um pouco sobre o início da carreira da cantora Clara Nunes, deve ter ficado curioso para conhecer as principais músicas da artista. Vamos lá?

Principais músicas

Se você está pesquisando por “música de Clara Nunes”, saiba que entre os títulos de maior sucesso da artista estão: O Mar Serenou, Conto de Areia, Tristeza Pé no Chão, Guerreira e Ê Baiana.

Clara Nunes foi uma figura de destaque para o samba. Entenda mais sobre a relação entre a cantora e esse gênero musical no próximo tópico que preparamos para você!

Clara Nunes e o samba

Em 1970, Clara Nunes fez uma apresentação em Luanda, capital angolana, a convite de Ivon Curi. Também nesse ano, rompeu seu noivado com Aurino Araújo por causa de uma traição por parte dele.

No ano de 1971, a cantora fez a gravação do seu quarto LP, no qual interpretou Ê Baiana, canção de Fabrício da Silva, Baianinho, Ênio Santos Ribeiro e Miguel Pancrácio, que fez sucesso no carnaval daquele ano.

Também fez parte do quarto LP de Clara Nunes a canção Ilu Ayê, samba-enredo da Portela. A capa do álbum mostrava a cantora com um permanente nos cabelos pintados de vermelho. A partir disso, ela começou a se vestir com vestes brancas e turbantes, vestimentas que possuem relação com as religiões afro-brasileiras.

Ainda no ano de 1971, deixou o candomblé e passou a frequentar a umbanda, religião a qual se dedicou publicamente com amor e fé.

Um ano após estabelecer ligação com a umbanda, Clara Nunes se firmou como cantora de samba no lançamento do álbum Clara Clarice Clara.

Clara Nunes foi a primeira cantora brasileira a derrubar o tabu, segundo o qual, mulheres não vendiam milhares de cópias de um único disco. Dessa maneira, as gravadoras passaram a procurar novas cantoras de samba que resgatassem aspectos de antigas sambistas. 

Além disso, a cantora também foi a maior intérprete feminina do samba e se tornou destaque com suas referências às religiões afro-brasileiras. Ela foi fundamental para acabar com preconceitos contra essas crenças e para o fortalecimento do samba.

Ao terminar de ler este artigo, você conhece um pouco mais sobre quem é Clara Nunes. Gostou do nosso conteúdo? Então clique aqui e venha explorar os demais artigos aqui do blog da Novabrasil!