Hoje é aniversário de uma das maiores musas da música popular brasileira: Marisa Monte. 

Mesmo com a sua pouca idade para tal feito, a cantora, compositora, multi-instrumentista  e produtora tem quase 40 anos de carreira e já é influência e referência para uma geração de cantoras da nossa MPB que vieram depois dela.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Marisa Monte (@marisamonte)

Com sua afinação precisa, voz divinal, poderosa e sofisticada – e ao mesmo tempo suave e sensível – e seu apurado conhecimento musical e criatividade,  a cantora carioca já vendeu mais de 10 milhões de discos e quase todos os álbuns que lançou ocuparam o primeiro lugar nas paradas de vendas brasileiras, além de ter alcançado sucesso internacional.

Marisa é considerada pela revista Rolling Stone Brasil como a quarta maior cantora brasileira, atrás somente dos ícones Elis Regina, Gal Costa e Maria Bethânia e já ganhou diversos prêmios importantes, incluindo quatro Grammy Latinos.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Marisa Monte (@marisamonte)

Dois de seus discos estão na lista dos 100 Maiores Álbuns da Música Popular Brasileira da mesma revista: MM (de 1989, que ocupa a posição 62) e Verde, Anil, Amarelo, Cor-de-Rosa e Carvão (de 1994, na posição 87).

Versátil, Marisa tem uma relação fortíssima com o samba, principalmente com a Velha Guarda da Portela, sua escola do coração, mas também traz influências da música erudita (onde iniciou seus estudos de canto), do jazz, blues, soul, rock, black music e bossa nova.

O sucesso estrondoso da cantora começou antes mesmo dela lançar seu primeiro disco – MM ou Marisa Monte – em 1989. Na verdade, seu primeiro disco foi gravado ao vivo (o que é raro para um disco de estreia, mostrando toda a competência vocal e musical de Marisa), a partir do sucesso de seu show Veludo Azul, em 1987.

Entre as faixas, está seu primeiro grande hit, a clássica Bem Que Se Quis, versão de Nelson Motta para a canção E Po’ Che Fa, do compositor italiano Pino Daniele.

Em seguida, Marisa Monte lançou seu segundo disco, mais autoral, mostrando sua veia compositora e também reforçando seu estilo próprio.

Depois disso, lançou um grande sucesso atrás do outro e fez parcerias muito sólidas, como com Nando Reis e também com Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, com quem formou, mais tarde os Tribalistas e lançou dois discos de sucesso, fazendo turnês pelo mundo todo.

São muitas as canções mais icônicas de Marisa Monte, como:

  • Beija Eu;
  • Ainda Lembro;
  • Eu Sei (Na Mira);
  • Na Estrada;
  • Segue o Seco;
  • Maria de Verdade;
  • Magamalabares;
  • Give Me Love;
  • Amor I Love You;
  • Não É Fácil;
  • Não Vá Embora;
  • Ainda Bem;
  • Gentileza;
  • A Sua,
  • Vilarejo;
  • Até Parece;
  • Pra Ser Sincero;
  • Não É Proibido;
  • Verdade;
  • Uma Ilusão;
  • Depois, e tantas outras.

E Marisa não para de nos presentear com seu talento. No último ano, lançou o seu mais recente álbum de inéditas, o primeiro em 10 anos: Portas, com o qual está viajando em turnê nacional e internacional.

Feliz aniversário, Marisa Monte!

Leia também: 

Marisa Monte apresenta Feliz, Alegre e Forte, último single do álbum Portas