Emicida, Duda Beat, Paulinho da Viola e mais

Quem passou pelo Parque Ibirapuera, em São Paulo, durante o final de semana, notou um fluxo fora do normal de pessoas. Isso porque o espaço recebeu a primeira edição do Festival Turá, voltado para a música brasileira. A Novabrasil foi a mídia oficial do evento.

A programação do Turá contou com artistas dos mais diversos gêneros musicais, desde o pop, passando pelo samba, rap e claro, MPB. Emicida, Paulinho da Viola, Duda Beat, Lagum, Xamã, Roberta Sá e Larissa Luz foram alguns dos nomes em destaque no sábado (02).

Domigo (03) por sua vez, contou com nomes como: Baianasystem, Nando Reis e Jão, Baco Exu do Blues com Marina Sena e Illy, Alceu Valença, Mart’nalia e Luísa e os Alquimistas.

Confira tudo o que rolou no Festival Turá. Na foto, Paulinho da Viola, Duda Beat e Emicida | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Tudo sobre o Festival Turá no sábado

No sábado, primeiro dia de apresentações, artistas do cenário pop, como a banda Lagum e Duda Beat, marcaram presença. A cantora pernambucana comentou com nossa equipe que, por pouco, ela não chega para o Turá. “Eu vim de dois dias que deu muita coisa errada até que eu cheguei e recebi tanto amor em cima daquele palco que passou”.

A banda mineira Lagum cantou seus sucessos no palco do Turá | Foto: Gustavo SIlva/Novabrasil.

Duda Beat balançou o público do Turá no sábado (02) | Foto: Gustavo SIlva/Novabrasil.

Mais para o final do dia, o público também pode curtir Paulinho da Viola cantando e tocando os clássicos do samba e o rapper Emicida, que fechou a noite com um show que fez referência a grandes nomes da música brasileira como Belchior e Pixinguinha. 

Paulinho da Viola levou o samba ao palco do Turá | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Emicida emocionou o público do Turá e tocou flauta no palco | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Tudo sobre o Festival Turá no domingo

Já quem foi no segundo dia do Festival, pôde cantar junto com o Alceu Valença clássicos como “Anunciação” e “Tropicana”. Alceu comentou um pouco sobre o sucesso de suas músicas dentro do cenário digital com a nossa equipe. O clipe de “La Belle De Jour”, por exemplo, tem 220 milhões de visualizações. “A internet realmente democratizou (…)”, disse Alceu.

No domingo (03), Alceu Valença embalou o público com “Girassol” e “Anunciação” | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Baco Exu do Blues convidou Illy e Marina Sena para completar seu show no Turá | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Quem também faz muito sucesso nas redes sociais é o cantor Jão. O artista pop fez uma participação no show de Nando Reis para cantar a música “Sim”, parceria entre os dois. “Hoje a gente vai se divertir e cantar pela primeira vez”, disse o cantor.

Nando Reis e Jão cantaram pela primeira vez juntos a perceria “Sim” | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Para encerrar o Turá, a banda Baianasystem voltou aos palcos de São Paulo depois de um hiato de dois anos e meio e colocou o público para pular. 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Novabrasil (@novabrasilfm)

Gastronomia e muito mais

O Turá também foi um verdadeiro festival gastronômico. Além dos tradicionais lanches comuns em festivais, diversos stands de renomados restaurantes da gastronomia paulistana marcaram presença.

“Bar da Dona Onça”, “Rota do Acarajé” e “Consulado Mineiro” foram algumas das cozinhas que exaltaram a cultura brasileira nos pratos, durante o Festival. Vale o destaque também para um stand exclusivo de opções veganas.

Letreiro do Festival Turá repleto de folhagens foi parada certa para diversas fotos do público | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

Durante os intervalos entre os artistas principais, além dos DJs, o público poderia participar de diversas ativações de patrocinadores e apoiadores do Festival Turá.

A marca de roupas Hering, por exemplo, trouxe modernidade e conforto em seu stand, com várias peças de amostra e para quem é bom de controle, poderia tentar participar de um jogo e ganhar um boné da marca. O aplicativo de entregas Daki contou com um espaço super “instagramável”, com fotos em polaroid e uma bolsa para quem participasse.

Ainda falando em lugares perfeitos para dar uma valorizada no perfil do Instagram, a marca de cerveja artesanal Colorado montou uma área 360°, com diversas opções de cenários para fotos, além de oferecer ao público algumas tatuagens temporárias.

Ativação da cervejaria artesanal Colorado durante os dois dias de Festival Turá | Foto: Gustavo Silva/Novabrasil.

E foi nessa mistura de sonoridades brasileiras, gastronomia e super ativações, que o Festival Turá mostrou que o evento não precisa de músicos estrangeiros para ser inesquecível.