Hoje é aniversário de uma das maiores e mais completas artistas do Brasil: Daniela Mercury!

A cantora, compositora, bailarina e produtora musical baiana é conhecida como a Rainha do Axé Music, por seu pioneirismo no gênero (que traz influências do do ijexá, samba-reggae, frevo, reggae, merengue, pop, samba de roda, ritmos afro-latinos e afro-brasileiros) e por torná-lo popular em todo o Brasil, influenciando uma geração de cantoras que vieram depois.

Ela é mesmo a rainha do carnaval baiano e entrou para o Guinness Book por arrastar a maior pipoca registrada no Carnaval de Salvador, mas – como boa baiana – também têm influências da Tropicália, da bossa nova, do pop e do rock’n roll e prefere dizer que o que faz é música percussiva brasileira, sem maiores rótulos.

Fonte : prefeitura.sp.gov.br

Daniela gravou, ao longo da carreira, além de suas composições autorais e com parceiros, canções dos principais nomes da história da MPB.

A artista trabalha a fusão de vários ritmos e gêneros musicais com maestria, a inovação e a quebra de padrões – na música e na vida – sempre corajosa e revolucionária. Versátil, presa pela e liberdade musical, unindo vários estilos, mas sempre exaltando a música baiana e as influências afro-brasileiras.

É uma das artistas brasileiras mais conhecidas e respeitadas fora do país e, em mais de 35 anos de carreira, lançou 19 discos e sete DVDs, fez mais de 20 turnês internacionais e está na lista dos cem maiores artistas da música brasileira de todos os tempos, elaborada pela Revista Rolling Stone Brasil.

No palco, sua energia, vitalidade e presença contagiam tanto quanto sua potente voz. Quando lançou o seu primeiro disco, em 1991, logo tornou-se um fenômeno nacional e ajudou a lançar muitos nomes da música baiana junto com ela, apresentando a força do carnaval de Salvador para o Brasil inteiro.

Entre os maiores sucessos da carreira de Daniela estão os super hits: Swing da Cor (de Luciano Gomes), O Canto da Cidade (parceria com Tote Gira), O Mais Belo dos Belos (de Adailton Poesia, Guiguio e Valter Farias), O Charme da Liberdade (de Adailton Poesia e Valter Farias), Música de Rua (parceria de Daniela com Pierre Onassis), Nobre Vagabundo (de Márcio Mello), Rapunzel (Carlinhos Brown e Alain Tavares), Minas com Bahia (Chico Amaral), À Primeira Vista (Chico César), Ilê Pérola Negra (O Canto do Negro) (de Guiguio, René Veneno e Miltão), Como Vai Você (de Antônio Marcos e Mário Marcos), Só Pra Te Mostrar (Herbert Vianna), Mutante (Rita Lee e Roberto de Carvalho), Maimbê Dandá (Carlinhos Brown e Mateus), Banzeiro (Dona Onete), Rainha da Balbúrdia e Tá Proibido o Carnaval (ambas só de Daniela).

Daniela Mercury também é uma grande ativista pelos direitos humanos, sendo uma voz importante na luta pela igualdade de gêneros e respeito às diferenças e contra a homofobia. É embaixadora da UNICEF pelo Brasil desde 1995 e atua na defesa dos direitos das crianças

em diversos países do mundo. Também tem projetos sociais que levam arte e educação por todo o Brasil.

Daniela Mercury é uma das homenageadas do nosso podcast original Novabrasil, Acervo MPB. Clique e escute a audiobiografia completa, para saber mais sobre a vida e a obra dessa potência de mulher!

E viva esta força da natureza e orgulho do Brasil chamada Daniela Mercury!

 

Ouça o episódio sobre Daniela Mercury no Acervo MPB:

Acervo MPB: Daniela Mercury – Parte 3