Olá, AU-migos! 🐶 Está é a nova coluna da Novabrasil, o AUDIO-CARAMELO – o espaço dedicado aos nossos melhores amigos, os pets. Toda segunda-feira, no Mesa pra Dois, eu, Kathi Drisner, Educadora e Comportamentalista Canina, vou trazer dicas, curiosidades e informações importantes para deixar a vivência da sua ou seu tutorado. Nesta semana, vamos falar sobre os primeiros momentos do seu Pet no seu novo lar: Tudo que você precisa saber antes de adotar um amigo pet!

A chegada de um animal na família com certeza é um momento muito feliz, mas que pode gerar algumas expectativas, e muitas dúvidas ao adotante. 

Pesquisas recentes mostram que a adoção de pets vem aumentando no pais, e que na pandemia os números de adoção foram maiores que os de compra. E que quase um quarto desses tutores nunca tiveram um pet antes. E pensando nisso separei algumas dicas para que vocês possam aproveitar e se preparar melhor para esse momento.

  1. Avalie se você esta realmente preparado: É muito importante que você entenda a responsabilidade de adotar um pet, que se trata de uma vida que dependerá de você pelos próximos anos, e que vai exigir que você disponha de tempo e dedicação para ensinar e educar, e os custos que serão adicionados ao seu orçamento.
  2. Prepare a chegada e o ambiente. Se programe para essa data, tente adaptar a chegada do pet com dias que você tenha maior disponibilidade para se dedicar ao máximo a esse primeiro contato. Para adotar um amigo pet, é preciso garantir e ter organizado tudo aquilo que ele vai precisar no dia a dia, como um lugar para dormir, comer e fazer as necessidades, além de coleira, guia, itens de higiene. É preciso também que a casa esteja a prova de fugas e segura para ele; lembre-se de retirar do alcance materiais de limpeza, plantas tóxicas, ou itens que ofereçam qualquer risco ao animal.
  3. Entenda mais sobre seu novo companheiro. Aprenda quais comportamentos são naturais da espécie, saiba como identificar alguns sinais que eles oferecem e as necessidades básicas que eles precisam no seu dia a dia. Organizar o ambiente e uma rotina de qualidade é a chave para prevenir maus comportamentos e estabelecer uma comunicação mais clara e eficiente entre vocês.
  4. Período de adaptação: Os cães costumam ter um tempo de adaptação pouco mais rápido em comparação com os gatos, que podem exigir mais tempo para se estabelecer em um espaço novo. Em média esse período de adaptação pode levar de 2 a 3 meses, mas lembre-se que cada animal é único e tem o seu próprio ritmo, Muitos cães e gatos podem apresentar comportamentos mais inibidos quando entram em um novo ambiente pela primeira vez. Mas tenha paciência e se dedique para oferecer um ambiente calmo e acolhedor para seu novo amigo.
  5. Procure um médico veterinário de confiança: Faça um check-up para se certificar que o animal não tenha nenhum problema de saúde. Garantir visitas ao veterinário, assim como a aplicação contínua de antipulgas e anticarrapatos, vermífugos, e todas as vacinas necessárias, garantem que a saúde do seu animal não seja comprometida, assim como toda sua vitalidade.

Lembre-se de praticar a empatia com seu novo animal, se coloque no lugar dele e entenda que isso tudo é muito novo, faça tudo parecer incrível e seguro, e com tempo, dedicação e carinho vocês podem construir uma linda relação de amizade. 

E AÍ, TEM ALGUMA DÚVIDA SOBRE ESSE ASSUNTO?

ENTÃO MANDA PRA GENTE NO @novabrasilfm OU PARA @kathidrisner NO INSTAGRAM QUE EU RESPONDO.

BEIJOS, ATÉ MAIS!