Em 11 de maio é celebrado o Dia Nacional do Reggae

Instituída com o intuito de valorizar e difundir o gênero musical no nosso país, a data foi escolhida em homenagem ao dia em que o mundo perdeu – em 1981 – o maior nome do reggae de todos os tempos, responsável por tornar o gênero conhecido no mundo inteiro: Bob Marley.

O reggae surgiu na Jamaica, no final da década de 60, a partir do desenvolvimento do rocksteady e do ska, estilos muito populares no país no final dos anos 1950 e início dos anos 1960.

Em meados de 1968, alguns músicos jamaicanos começaram a fazer sons mais lentos que o ska, porém mais rápidos que o rocksteady, além de acrescentar alguns efeitos na guitarra: foi aí que surgiu o reggae em sua forma mais pura. 

O gênero também foi bastante influenciado pela música tradicional africana e caribenha e pelo rhythm and blues americano. 

O reggae não é somente um gênero musical, mas também uma filosofia de vida: seus adeptos levam mensagens de paz, amor e principalmente críticas sociais, na tentativa de alertar o povo sobre a luta por direitos. Estão em sua temática questões como a desigualdade social e racial, o preconceito e a fome.

Um dos grandes feitos de Bob Marley foi ter difundido – por meio de suas músicas – o movimento Rastafári e suas ideias de paz, igualdade social, irmandade, preservação do meio ambiente e amor universal.

Na década de 1970, o reggae começou a ganhar território internacional. Muitos artistas brasileiros foram fortemente impactados e influenciados ao escutarem – principalmente Bob Marley e sua banda The Wailers – mas também Jimmy Cliff e outros nomes da música Reggae.

Gilberto Gil e Caetano Veloso foram uns dos pioneiros. Escutaram o reggae pela primeira vez durante o tempo em que passaram no exílio, em Londres. Caetano logo incluiu no seu disco Transa, de 1972, uma menção ao gênero, na música Nine out of Ten.

Gil, trouxe influências do reggae em seu disco Refavela, de 1977. Mas foi em 1979 que regravou No Woman no Cry (Não Chore Mais), de Bob Marley e, a partir daí, nunca mais deixou de ter o reggae como grande influência em sua música. Em 2002, lançou um disco inteiro com regravações ou versões de músicas de Marley.

Depois de Caetano e Gil, algumas das maiores bandas de pop e rock brasileiras também passaram a trazer enorme influência do reggae em seu repertório, como Os Paralamas do Sucesso e Skank. Cidade Negra nasceu basicamente do reggae e do ska e depois trouxe outras influências como o pop, o soul e o rock.

O baiano Edson Gomes é um grande expoente do gênero, muito popular em Salvador e em outras cidades do nordeste. O estado do Maranhão é um grande defensor do estilo que, de tão fortalecido na região, chegou a receber o apelido de a “Jamaica Brasileira”. A banda Tribo de Jah é uma das primeiras bandas do estado a trazerem o reggae para o cenário nacional.

Nos dias de hoje, temos muitas bandas da nossa música brasileira que têm no reggae a sua vertente principal, como Natiruts, Planta e Raiz, Maskavo, e muitas outras.

Preparamos uma playlist especial com esses grande nomes do reggae no cenário nacional: