“Meu Nome é Gal”: De Erasmo e Roberto Carlos para cantora baiana

Você sabia? O disco de estreia de Gal Costa foi em parceria com Caetano Veloso, chamado Domingo (1967). Mas, foi no primeiro álbum solo que a cantora baiana teve uma música feita especialmente para ela no repertório: “Meu Nome é Gal”, que foi escrita por, ninguém mais, ninguém menos, que Erasmos e Roberto Carlos. Confira esta e outras 7 curiosidades sobre Gal a seguir.

Gal, Roberto Carlos e Erasmo Carlos juntos | Foto: Reprodução/Internet.

Na canção, Gal Costa estabelece uma relação dual com uma guitarra elétrica, mostrando toda a potencialidade da sua voz. No decorrer da canção, ela diz:

“Meu nome é Gal, tenho 24 anos

Nasci na Barra Avenida, Bahia

Todo dia eu sonho alguém pra mim

Acredito em Deus, gosto de baile, cinema

Admiro Caetano, Gil, Roberto, Erasmo,

Macalé, Paulinho da Viola, Lanny,

Rogério Sganzerla, Jorge Ben, Rogério Duprat,

Waly, Dircinho, Nando,

E o pessoal da pesada

E se um dia eu tiver alguém com bastante amor pra me dar

Não precisa sobrenome

Pois é o amor que faz o homem”

O título da música “Meu Nome é Gal” virou também o nome de  sua cinebiografia que está sendo gravada atualmente e deve ser lançada em 2023.  A musa da geração do desbunde será interpretada pela atriz Sophie Charlotte.

Os outros Doces Bárbaros também já têm seus intérpretes definidos: Dan Ferreira será Gilberto Gil, Rodrigo Lelis é Caetano Veloso e a cineasta Dandara Ferreira interpretará Maria Bethânia. Dandara também é diretora do longa, e está à frente da produção ao lado da roteirista Lô Politti.

Parte do elenco de ‘Meu nome é Gal’ que estreia em 2023 | Foto: Paris Filmes/Divulgação.

7 Curiosidades sobre Gal Costa

Para saber mais sobre a cantora baiana, confira 7 curiosidades sobre a artista que preparamos para você:

1- Aprendeu a tocar violão com uma vizinha

Cantora, compositora e multi-instrumentista, a baiana aprendeu a tocar violão ainda criança, com uma vizinha. Escutava música clássica desde a barriga da mãe e sempre foi extremamente musical. Gal conta que colocava uma panela na cabeça para que sua voz reverberasse e ela pudesse estudá-la melhor.

2 – O nome de Gal Costa é, na verdade, Maria da Graça

Antes de começar a usar o nome artístico, Maria da Graça Costa Penna Burgos era conhecida como Gracinha. Foi seu empresário na época, Guilherme Araújo, quem deu a ideia de usar o nome Gal Costa.

3 -João Gilberto é uma suas maiores influências 

Em 1959, ouviu pela primeira vez o cantor João Gilberto cantando Chega de Saudade no rádio e teve mais certeza ainda do que queria fazer da vida: cantar. João foi uma das maiores influências de Gal, que depois conheceu e se aproximou do ídolo, que a chamou de “a maior cantora do Brasil” na primeira vez que a ouvir cantar.

4- Madrinha de filho de Caetano Veloso

Gal é madrinha de Moreno Veloso – músico, cantor e compositor – filho de Caetano Veloso – e de Preta Gil – cantora e compositora – filha de Gilberto Gil.

5- Álbum ‘Índia’ foi censurado 

Em 1973, Gal Costa lançou seu álbum “Índia”, dirigido por Gilberto Gil, que na época foi censurado por “ferir a moral e os bons costumes”. A capa trazia um retrato aproximado na tanga vermelha usada pela cantora no ensaio fotográfico do disco.

6- Luiz Melodia é um seus compositores preferidos 

Um dos compositores preferidos dessa musa da MPB é Luiz Melodia, a quem ela ajudou a lançar, sendo a primeira a gravar uma música dele: Pérola Negra.

7- Gal Costa vai se apresentar pela primeira vez no FNB22

Gal Gosta se apresenta pela primeira vez no Festival Novabrasil em 2022! A cantora é a super atração de sábado, 15 de outubro, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.