Duas grandes vozes brasileiras conhecidas por todos os brasileiros são as de Roberto Carlos e Tim Maia. Os dois cantores que tem uma relação conturbada representam muito bem a cultura do Brasil. Por mais que existam diversas polêmicas sobre a relação dos dois, não dá para negar que ambos possuem uma enorme influência na música popular brasileira.

Anteriormente, já falamos sobre as músicas que Tim Maia fez para Roberto Carlos. Agora, saiba mais sobre a conturbada amizade e polêmicas na relação dos dois aqui!

Roberto Carlos e Tim Maia são grandes nomes do MPB
Roberto Carlos e Tim Maia são grandes nomes do MPB . | Foto: Divulgação/Sites Oficiais dos artistas.

Quando Tim e Roberto se conheceram?

 A amizade dos dois artistas vem da época das adolescências, sendo bem antiga.  O Síndico do Brasil  e o Rei Roberto moravam na Tijuca, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro, e se tornaram bons amigos por conta disso. Os dois já até chegaram a participar do mesmo grupo musical, chamado “The Sputniks”, que tinha a participação de Arlênio Lívio, Wellington Oliveira e Edson Trindade.

Entre os anos da década de 50, os artistas ficaram unidos na banda, mas essa não seria uma realidade muito duradoura. Algum tempo depois, Roberto Carlos decidiu sair da banda e seguir carreira solo, fazendo com que os The Sputniks chegassem ao fim. Contudo, isso não significou o fim da carreira de Tim Maia e nem Roberto Carlos.

Assim que os The Sputniks acabaram, Tim Maia se mudou para os Estados Unidos, onde foi preso e, pouco tempo depois, deportado para o Brasil, no ano de 1964. Ele trouxe consigo uma vasta bagagem musical que foi adquirida no seu período fora e que, no futuro, seria a sua marca registrada no Brasil.

Polêmicas

Existem algumas polêmicas envolvendo o nome de Tim Maia e Roberto Carlos. Os dois eram amigos da Tijuca, na Zona Norte carioca, no fim da década de 1950 e passaram a fazer parte do grupo musical The Sputniks, que teve o seu fim quando Roberto Carlos tomou a decisão de seguir carreira solo.

Quando Tim Maia voltou para o Brasil após sua prisão nos Estados Unidos e a deportação de volta ao Brasil em 1964, encontrou todos os seus amigos da Tijuca no topo das paradas, enquanto ele ainda precisava de ajuda para se restabelecer. Então procurou Roberto Carlos, que na época tinha um programa na Record, para pedir ajuda.

Maia foi o responsável por incluir Roberto Carlos no grupo The Sputniks e ensinou os três acordes básicos para Erasmo Carlos. Ninguém sabia mais sobre o talento de Tim Maia do que os dois citados anteriormente. Mesmo assim, ele não foi incluído na Jovem Guarda que ocorreu nos anos de 1964 a 1968.

Em um trecho da biografia não autorizada de Tim Maia feita por Paulo César, é narrado um episódio em que Tim Maia teria sido “destratado” por Roberto Carlos, cena que é retratada no longa-metragem e cortada da minissérie. Nessa ocasião, Tim Maia teria entrado nos estúdios da TV Record disposto a falar com Roberto Carlos, mas não saiu como o esperado.

Ainda na época dessa polêmica, Roberto Carlos disse que sempre teve muito respeito ao ex-colega de banda. No longa-metragem, contudo, é apresentado um Roberto Carlos rico e famoso, pedindo que seu assistente desse dinheiro para Tim Maia que ainda tentava alcançar a fama, na década de 60.

Mais tarde, a biografia revela que o assistente responsável por “jogar” o dinheiro para Tim Maia foi Carlos Manga, o diretor de musicais de Roberto Carlos nos anos 60.

Prisão de Tim

No ano de 1959, Tim Maia decidiu emigrar para os Estados Unidos. O cantor foi preso em 194 nas terras americanas por roubo e porte de drogas. 

Foi nessa época que ele conviveu com Tony Tornado, e teve seus primeiros contatos com a música Soul, e se tornou o principal representante desse tipo de música aqui no Brasil, onde alcançou o sucesso com o “Azul da Cor do Mar”, “Não Quero Dinheiro”, “Do Leme ao Pontal”, “O Descobridor dos Sete Mares”, “Chocolate”, “Primavera”, “Acenda o Farol”, “Sossego”, “Réu Confesso” e muitas outras faixas. 

Minissérie

Tim Maia ganhou uma minissérie para contar a sua biografia e descrever como foi a história de uma das maiores vozes brasileiras, que teve sua estreia no dia 10 de abril de 2020, às 22h30 no Canal Brasil. Chamada “Tim Maia – Vale o que vier”, a minissérie percorre toda a história de vida e carreira do cantor, desde sua infância pobre no bairro da Tijuca, até o início de sua carreira, junto com os problemas causados por sua personalidade difícil e como o seu timbre inconfundível o levou até o topo das paradas musicais.

Dividida em dois episódios, a trama apresenta Babu Santana como o protagonista, ao lado de Robson Nunes, Alinne Moraes, George Sauma, Luis Lobianco e Cauã Reymond. Na adolescência, quem dá vida ao personagem é Robson Nunes e Babu Santana fica responsável pela interpretação na fase adulta do cantor.

Confira o trailer:

Quer saber mais sobre Roberto Carlos e Tim Maia? Acesse a página da Novabrasil FM!