Angela Ro Ro é um dos principais nomes dentro da indústria musical, com sua carreira com mais de 50 anos, Angela Ro Ro é uma das artistas mais completas que o Brasil possui. Toda essa caminhada fez com que Angela Ro Ro colaborasse com artistas tão famosos e talentosos quanto ela.

Conheça aqui tudo o que você precisa saber sobre a Angela Ro Ro, uma das maiores artistas da música brasileira!

Idade de Angela Ro Ro não é suficiente para tamanha história de vida e superação. | Foto: Murilo Alvesso/Editado.

História da Angela Ro Ro

Angela Ro Ro é uma cantora, compositora e pianista. O seu sobrenome artístico veio de um apelido de infância, fazendo uma referência a sua voz rouca. Ela começou a carreira na década de 1970, trabalhando como cantora na noite carioca, até conseguir chamar a atenção das gravadoras. Ela lançou o seu primeiro disco, que foi marcado pelo sucesso “Amor Meu Grande Amor”, que alçou entre os grandes nomes da música popular brasileira.

Nascida Angela Maria Diniz Gonçalves (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1949), ela é uma compositora, cantora e pianista. Iniciou os seus estudos de piano clássico quando tinha apenas 5 anos, e quando completou 6, já fazia composições com seu acordeão. Angela Ro Ro jovem já recebeu o apelido Ro Ro por conta da sua voz ser grave e rouca. 

Angela Ro Ro começou a carreira na década de 70 | Foto: Arquivo Pessoal.

No ano de 1971, Angela Ro Ro se mudou para Londres, e alternou o trabalho de faxineira e garçonete com o de cantora e pianista. Já de volta ao Brasil, no ano de 1974, se apresenta nas melhores casas noturnas do estado do Rio de Janeiro, tendo o repertório escolhido de acordo com as suas preferências pessoais: Ella Fitzgerald, Jacques Brel e Maysa, além de muitos outros nomes.

Ela alcançou o êxito na década de 1980, mas a artista também já sofreu por conta de polêmicas na mídia, que falavam sobre o seu temperamento forte e também abuso do uso de drogas.

Angela Ro Ro e namorada Zizi Possi eram um belo casal até que uma acusação de agressão destruiu a imagem do casal e da suposta agressora, Angela. A exposição, na época, inspirou muitos de seus trabalhos, como o seu álbum “Escândalo (1981)”.

O seu segundo LP, chamado “Só Nos Resta Viver” de 1980, emplaca toda a canção que dá nome ao disco. No ano seguinte, Angela lançou “Escândalo”, com uma canção de mesmo nome escrita por Caetano Veloso. Já no álbum Simples Carinho, de 1983, o destaque é a canção homônima escrita por João Donato e Abel Silva, com o arranjo de Antônio Adolfo. 

No ano de 1984, ela lança “A Vida É Mesmo Assim”, e é uma canção desse disco, “Fogueira”, que se torna a sua segunda música a fazer sucesso, na versão da cantora Maria Bethânia. Os seus dois últimos discos da década de 80 são “Eu Desatino” de 1985, e “Prova de Amor” de 1988.

Angela continuou seguindo a carreira nos anos de 1990 e 2000, quando ela anunciou ter largado o álcool e também o cigarro, além de cultivar hábitos mais saudáveis e perder peso. Entre os anos de 2004 e 2005, ela apresentou um talk show chamado “Escândalo” no Canal Brasil. 

No ano de 2017, ela lançou seu álbum mais recente “Selvagem”, o primeiro álbum com músicas inéditas em 11 anos. Fora isso, a canção “Malandragem” foi composta para ela por Cazuza, mas Angela não gostou da letra da canção e se recusou a gravá-la nos anos 1980. Alguns anos depois, a música foi eternizada na voz de Cássia Eller.

Principais músicas da Angela Ro Ro

Veja a seguir as principais músicas de Angela Ro Ro:

Gota de Sangue, de 1979 – escrita por Angela Ro Ro

A interpretação de “Carcará”, no ano de 1965, é um grande marco dentro da carreira da cantora Maria Bethânia. Angela Ro Ro percebeu a qualidade da cantora antes mesmo de ela assistir ao espetáculo chamado “Opinião”, no qual Maria Bethânia cantou a música de João do Vale e José Cândido.

A admiração nasceu no mesmo momento em que Angela Ro Ro escutou o compacto triplo em que a irmã de Caetano Veloso cantava apenas o repertório de Noel Rosa. Alguns anos depois, em 1979, chegou a vez da admiradora ser gravada por seu ídolo, quando Bethânia deu voz a “Gota de Sangue”, no álbum “Mel”, que vendeu cerca de 1 milhão de cópias. 

Tola Foi Você (Samba-canção) de 1979 – escrita por Angela Ro Ro

Angela Ro Ro se lembra sobre os seus primeiros shows e como a reação da plateia foi inesperada. Ela se sentiu muito nervosa ao ver todas aquelas pessoas, esperando para assistir ela e seu pianinho acústico.

Ela falava de suas tristezas em músicas feitas quando tinha apenas 20 anos, e “nessa época você exagera no sofrimento que vai vir depois”, como disse Angela Ro Ro. Ela se recorda com humor da música “Tola Foi Você”, um samba canção gravado no fim da década de 70.

Fim de comédia (samba) de 1952 – escrita por Ataulfo Alves

Originalmente, o conjunto idealizado por Ataulfo Alves era formado pelo trio vocal que recebeu o nome de “Pastoras”, por sugestão de Pedro Caetano, um compositor de sucessos carnavalescos.

A inspiração para o nome veio da festa profana em um misto de atribuição religiosa. Essa denominação era como se chamava o coro composto por mulheres que acompanhavam o cantor principal, também conhecidas como “cabrochas”, muito presentes nas festas de Natal do Nordeste Brasileiro.

Dessa forma, Ataulfo foi feliz em sua escolha, tanto pela interpretação de outra mulher gloriosa, Dalva de Oliveira, que cantou de sua autoria em 1952, o samba melancólico “Fim de comédia”, que lamentava ou celebrava, essa sim, o fim do casamento com o compositor chamado Herivelto Martins.

Um marco que era revivido por vozes de firme intensidade, a exemplo de Elizabeth Cardoso e também de Angela Ro Ro, com o trecho “Este amor quase tragédia, que me fez um grande mal. Felizmente essa comédia vai chegando ao seu final”.

Você quer saber mais sobre Angela Ro Ro e outros grandes nomes da música brasileira? Acesse a página da Novabrasil!