Na cidade de Porto Alegre normalmente nascem e crescem talentos que, muitas vezes, ficam por lá. Mas, não foi assim que ocorreu com Filipe Catto. Quando pronta, lançou seu EP pela internet e agitou a imprensa do país. 

Filipe Catto é uma artista trans e não-binária, é cantora, instrumentista, compositora, ilustradora e designer. Conquistou o auge da fama ainda muito jovem, com diversos trabalhos voltados para a MPB. Ao longo do tempo, a cantora avançou para outros gêneros e dividiu palcos com grandes nomes da música popular brasileira. 

Ao longo da matéria você verá quem é Filipe Catto, como tudo começou, como passou sua infância, sua história de vida, carreira, primeiros trabalhos e estado atual no mundo da música. Continue a leitura!

Filipe Catto, quem é Filipe Catto
Conheça quem é Filipe Catto e sua carreira internacional de muito sucesso. | Foto: Alma Negrot/Instagram.

Infância e primeiros trabalhos

Nascida em Lajeado, no dia 26 de setembro de 1987, Catto cresceu em Porto Alegre. Na sua infância, costumava cantar em bailes e festas acompanhada de seu pai.  Já na adolescência, participou de algumas bandas com influências de rock, mas foi em 2006 que deu início a sua carreira solo, e começou a se apresentar em bares, divulgando seu trabalho musical pela internet.  

Dois anos depois, montou com o diretor João Pedro Madureira o show nomeado de “Ouro e Pétala”, composto por voz, violão e palmas. Quando finalizou o processo, lançou o seu primeiro EP gratuito na internet para download, marcando o início de uma carreira profissional. 

A cantora chegou a se formar em design pela ESPM-Sul. Em 2010, mudou-se para a capital de São Paulo, onde seu trabalho começou a ganhar mais visibilidade. 

Sua carreira 2011-2017

No ano de 2011, Filipe Catto assinou contrato com a Universal Music e gravou seu primeiro álbum, Fôlego. No final do ano, mais especificamente em novembro, a cantora estreou turnê no Theatro São Pedro, em Porto Alegre. 

Em 2013, Catto lançou o primeiro DVD de sua carreira: Entre Cabelos, Olhos e Furacões. Os shows de lançamento ocorreram em São Paulo, no Teatro Sesc Vila Mariana, em agosto do mesmo ano. 

Seu segundo álbum foi lançado em 8 de setembro de 2015, nomeado de Tomada. O show de lançamento do disco ocorreu também em São Paulo, no Auditório Ibirapuera, em 14 de novembro do mesmo ano. 

Já em 2016, a cantora gravou o segundo episódio do programa Versões, do Canal Bis. Nele, interpretou grandes sucessos de Cássia Eller, como “Gatas Extraordinárias” e “Malandragem”.  

Em 2017, seus shows isolados fizeram tanto sucesso que se transformaram em turnê, Filipe Catto se apresentou em diversas cidades, incluindo São Paulo, no Centro Cultural e na Virada Cultural de 2017.  

Ainda no mesmo ano, saiu em turnê ao lado de grandes artistas, como Simone Mazzer, ao participar do Prêmio da Música Brasileira, com shows em homenagem ao nosso querido Gonzaguinha. Sua turnê “Over” passou por São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro. 

De 2017 até os dias de hoje: Catto e seus projetos

Filipe Catto lançou seu terceiro disco em 24 de novembro de 2017, nomeado de CATTO. O disco foi eleito o melhor da carreira da cantora pelo crítico Hagamenon Brito, que considerou a artista como a melhor cantora da geração, tem moral ou não?

Com suas pré-estreias em Portugal e com os shows esgotados em São Paulo, a cantora lança a turnê “O Nascimento da Vênus Tour” no início de 2018, com muitos elogios. Em março, chegou a levar a turnê para diversos países, como Estados Unidos e outros lugares na Europa e América Latina.

Já em julho, levou a turnê para o Festival de Inverno de Garanhuns, em Pernambuco, onde se apresentou no Palco Principal na mesma noite em que Gaby Amarantos e Johnny Hooker se apresentariam. No dia seguinte, a cantora se apresentou no Festival Lula Livre, no Rio de Janeiro, ao lado de grandes artistas, como Chico Buarque, Beth Carvalho, Marcelo Jeneci, entre outros nomes gigantes da indústria.

No segundo semestre de 2018, levou sua turnê novamente para Portugal e para outros países, como Espanha, Argentina e Uruguai. No ano seguinte, lançou o clipe “É Sempre o Mesmo Lugar” e em abril levou sua turnê para o interior do Rio de Janeiro. 

Entretanto, desde o início da pandemia do coronavírus, em 2020, a cantora apresenta seu programa de karaoke Love Catto Live, no Youtube. Nesse canal, a cantora aproveita para postar e apresentar as canções que são de sua preferência, desde clássicos do pop-rock dos anos 90 até clássicos da MPB.  Às vezes também costuma cantar Madonna, Lana del Rey, Rita Lee, entre outros.  

Já no ano seguinte, em 2021, Catto transformou suas lives em um projeto audiovisual, nomeado de Love Catto Live DELUXE, que ganhou sete episódios com a participação virtual dos artistas mais próximos da cantora – tudo devido a pandemia do coronavírus. 

Ainda no mesmo ano, Filipe Catto estrelou para o Instituto Moreira Salles, seu projeto audiovisual e de muito sucesso: “Metamorfoses”.  O espetáculo dialogava com a exposição As metamorfoses, do IMS Paulista, inspirado no trabalho da fotógrafa Madalena Schwartz, mãe e senhora de meia idade que, na década de 70, retratava travestis e transformistas que movimentavam a cidade de São Paulo. 

Nesse projeto, contou com a participação de Maria Alcina, Ciro Barcellos e Alma Negrot. Por fim, lançou seu single “Eva” nas plataformas digitais, em dezembro, e estreou seu show documentário “O Nascimento de Vênus Tour”, em São Paulo. 

Gostou do conteúdo? Se você é amante dos estilos musicais brasileiros e deseja estar por dentro dos sucessos da MPB e de outros gêneros musicais, assim como a artista Filipe Catto, não deixe de acessar a Novabrasil.