A Bossa Nova apresentou composições mais simplistas, realizadas com voz e violão, fora as influências do Jazz americano. Já a música popular brasileira, é um movimento artístico e cultural que surgiu após a Bossa Nova ter se consagrado e conquistado vários ouvintes. Você sabe a diferença entre MPB e Bossa Nova

Embora a diferença entre esses dois estilos musicais seja óbvia para os amantes de MPB e Bossa Nova, muitas pessoas ainda se questionam sobre isso. Para entender esse tema, é fundamental conhecer a história de cada um e quando elas se cruzam. 

Ao longo da matéria, você verá o que são os estilos da MPB e Bossa Nova, qual a diferença entre MPB e Bossa Nova e qual a relação entre esses dois estilos musicais. Continue a leitura!

Saiba as relações entre MPB e Bossa Nova e conheça esses estilos musicais
Saiba as relações entre MPB e Bossa Nova e conheça esses estilos musicais. | Foto : Freepik.

O que é MPB?

A música popular brasileira começou no período colonial brasileiro e surgiu com a mistura de vários estilos musicais. No século XVI, já havia a mistura de cantigas populares, sons de origem africana, músicas religiosas, fanfarras militares, entre outros. 

Além disso, os indígenas com seus cantos e sons tribais também contribuíram para a mistura desse caldeirão. Foi na década de 60, que houve um período de ebulição na música brasileira, pois passou a coexistir o jazz, o samba, sertanejo raiz, bossa nova, baião nordestino, moda de viola, rock, entre outros. 

Considerado um marco histórico para o cenário da música brasileira, os compositores e intérpretes da época passaram a mesclar influências do estilo bossa nova com novos gêneros produzidos nos Centros Populares de Cultura da União Nacional dos Estudantes. 

O contexto da época era a Ditadura Militar, responsável por cassar os direitos da população e restringir a liberdade, causando censura aos movimentos culturais. É exatamente nesse ponto que jovens músicos começaram a contestar o regime e criaram letras inteligentes de protesto, de forma disfarçada. 

A partir dessa fase que a sigla MPB foi popularizada e marcada como um movimento de contestação social e política. Não só isso, mas outros temas, como as relações amorosas, também eram abordados nas canções. 

Por fim, os festivais de música, que eram realizados nos anos 60 e transmitidos na televisão, foram essenciais para que os músicos da época ficassem famosos.

O que é Bossa Nova?

Por sua vez, a Bossa Nova é um gênero musical brasileiro que recebeu muita influência do samba e do jazz americano. Esse estilo musical surgiu no final da década de 50 no Brasil e na intimidade dos apartamentos e boates da Zona Sul do Rio de Janeiro. 

Naquela época, o termo era usado somente como um novo modo de cantar e tocar. Mas a Bossa Nova lançou muito além do que um simples estilo musical, pois ela deu oportunidade a uma constelação de novos compositores, instrumentistas e letristas. 

Alguns desses nomes despontaram entre os representantes mais expressivos, os cantores da Bossa Nova, como Roberto Menescal, Antônio Carlos Jobim e Carlinhos Lyra. Estes, inicialmente, estavam interessados no jazz – único estilo musical popular que permitia uma execução instrumental mais evoluída. Mas, ao decorrer do tempo, isso foi mudando e foi acrescentado, aos poucos, as técnicas em função da música brasileira. 

A Bossa Nova evoluiu muito no desenvolvimento da criação melódica, pois suas canções acabaram se tornando mais difíceis de serem entoadas, porque as complicadas incursões melódicas exigiam um encadeamento mais evoluído. Além disso, esse estilo musical trouxe consigo a orquestração econômica.

Diferenças entre MPB e Bossa Nova

O estilo Bossa Nova, além dos arranjos já influenciados pelo Jazz americano, possuía um canto mais coloquial em tom ameno, com um ritmo mais jovial e dinâmico. 

No ano de 1958, o violonista João Gilberto lançou um disco compacto que, para muitos, foi o que deu início à Bossa Nova. No entanto, a consagração do estilo musical no Brasil foi o lançamento do LP “Chega de Saudade”, com as parcerias de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. “Garota de Ipanema” foi criada por essa dupla.

Já em 1964, o país ingressou na ditadura militar e, no dia 1 de abril, as forças armadas passaram a assumir o poder, destituindo o governo de João Goulart. Foi nesse período que muitos artistas da música brasileira passaram a expressar seus descontentamentos através das canções. 

As letras foram marcadas por temas sociais pela contestação à política da época e a produção musical se tornou um dos maiores símbolos de resistência à ditadura. 

Nasceu, então, o estilo de música popular brasileira (MPB), movimento responsável por engajar folclóricos dos Centros Populares de Cultura da União Nacional dos Estudantes à Bossa Nova. Essa mistura nos marcou um estilo de resistência contra o regime militar, com uma ampla frente cultural, adotando a sigla MPB na sua bandeira.

Qual a relação entre MPB e Bossa Nova?

O que marcou a transição da Bossa Nova para a MPB foi a música “Arrastão”, de Vinícius de Moraes e Edu Lobo, que buscavam a aproximação com o ritmo brasileiro. 

A música foi cantada por Elis Regina, no ano de 1965, no Festival de Música Popular Brasileira. Desde então, surgiram novos nomes como Geraldo Vandré e Chico Buarque de Holanda. 

No ano seguinte, eles concorreram à segunda edição do festival, com as canções “A banda”, de Chico e “Disparada”, de Geraldo – músicas consideradas o marco da transição da Bossa Nova para MPB.

Já em meados de 1970, surgiram vários cantores da MPB. Da região da Bahia, vieram Maria Bethânia e Gal Costa. De Minas Gerais, Clara Nunes e do Pará, Fafá de Belém. Da região do Ceará, Belchior e Fagner. Vindos de Pernambuco, aparece Alceu Valença e da Paraíba, Elba Ramalho. 

MPB e Bossa Nova foram estilos que marcaram a cultura musical do país, no entanto, a música popular brasileira segue resistindo até os dias de hoje. 

Entendeu a diferença entre MPB e Bossa Nova? Se você é amante da música popular brasileira e deseja estar por dentro dos sucessos da MPB, não deixe de acessar a NovaBrasil FM, a emissora de rádio voltada para música popular brasileira do jeitinho que você ama!