Pouco depois de completarmos um mês sem a grande Elza Soares, a Globoplay anunciou a estreia de um documentário que conta mais a fundo a história da marcante relação entre Elza e o jogador de futebol Mané Garrincha.

Elza & Mané – Amor Em Linhas Tortas estreou no último dia 4 de março e é uma série dividida em quatro episódios, que traz à tona um material inédito sobre o casal e entrevistas exclusivas feitas com a cantora pouco antes de sua morte, em 20 de janeiro deste ano, em que Elza traz a sua versão sobre o seu relacionamento intenso e conturbado com um dos maiores ídolos do nosso futebol.

“Deus escreve certo por linhas tortas. A minha foi escrita por pernas tortas”, declara Elza em uma de suas falas. Garrincha era conhecido por suas famosas e habilidosas pernas tortas. Há 60 anos, em 1962, começava o romance entre os dois, quando Elza foi acompanhar a seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo do Chile e cantar representando o Brasil. A paixão avassaladora entre os dois aconteceu quando Garrincha ainda era casado e isso fez com que Elza, uma mulher negra, de origem humilde, que tinha se tornado uma das maiores cantoras do Brasil, fosse muito julgada e perseguida por uma sociedade machista e preconceituosa, mesmo depois de Garrincha separar-se da mulher para ficar com Elza e da cantora ajudar a criar as filhas de Mané.

Com direção de Caroline Zilberman, que também assina o roteiro ao lado de Rafael Pirrho, cada episódio tem cerca de 50 minutos e mostra uma fase do casamento dos dois. Desde o início da paixão, a forte reação da opinião pública àquela união, as ameaças de morte à Elza, a vida de exílio em Roma, a amizade com Chico Buarque e Marieta Severo, a decadência da carreira de Garrincha, a relação cada vez mais abusiva do jogador com o álcool, as agressões dele à Elza, até a separação do casal. Além disso, o documentário fala sobre as mortes de Mané e do único filho do casal, Garrinchinha, com apenas nove anos.

Além da própria Elza, o documentário conta com depoimentos exclusivos de artistas como Chico Buarque, Caetano Veloso e Sandra Sá, e arquivos que atravessam um período que vai dos anos 60 aos anos 80, com muita riqueza de detalhes.

“Este documentário é uma história de amor que fala muito sobre o Brasil. O Brasil de antes e o Brasil de hoje. (…) ‘Elza & Mané’ nos ajuda a entender um pouco mais sobre nós mesmos – e como viemos parar aqui. Essas são sempre histórias que queremos contar”, declara Gustavo Poli, diretor de programas e conteúdo digital do Esporte da Globo.

Caso você queira também conferir a história completa de Elza Soares, a nossa Deusa, Mulher do Fim do Mundo, você pode acessar o nosso Acervo MPB, nas principais plataformas de podcast!