Veja todos os detalhes da exposição, no Museu da Imagem e do Som, em homenagem a Rita Lee
Veja todos os detalhes da exposição, no Museu da Imagem e do Som, em homenagem a Rita Lee. | Foto: Produção interna.

Rita Lee é, inegavelmente, uma das maiores cantoras de toda a história da música brasileira. Suas canções, uma mistura eletrizante de rock, pop e MPB, contam com reflexões cotidianas e críticas ampliadas a respeito da sociedade moderna que marcaram, e ainda marcam, gerações. Por essas e outras, o MIS determinou que a artista merecia uma exposição Rita Lee.

A cantora apresentou ao público o seu universo particular que, mesmo cheio de características divertidas e brilhantes, nunca deixou de ser forte. Sua exposição não poderia ser diferente, sendo, mais do que tudo, diversa e impactante. Essas são, sem sombra de dúvidas, as características que mais agradam o Museu da Imagem e do Som, responsável pela exposição.

A exposição ‘Samsung Rock Exhibition Rita Lee’ fez sucesso no Museu da Imagem e do Som
A exposição ‘Samsung Rock Exhibition Rita Lee’ fez sucesso no Museu da Imagem e do Som. | Foto: MIS.

O MIS ficou conhecido por abrigar diversas exposições que mostram um pouco sobre cultura pop, focando na maioria das vezes em artistas que tiveram contribuições mais originais para esse mundo, como o David Bowie e o Tim Burton, já que eles possibilitam explorar um campo de imaginação que fosse mais profundo e até mais bonito.

Com Rita Lee não seria diferente. A exposição explorou os mais diferentes aspectos da vida e da trajetória da cantora, apresentando músicas inéditas, figurinos belíssimos e super bem trabalhados, ambientes em que a cantora costuma se inspirar e muitas fotos que mostram a história de Rita Lee – tanto em ambientes artísticos, quanto com a sua família.

Uma das características mais legais da exposição é o fato de que João Lee, um dos filhos da cantora, assinou a sua curadoria. Assim, foi possível ter uma visão bem mais próxima de Rita, já que toda a exposição foi montada por alguém extremamente próxima a ela e, claro, que a própria cantora deu sua própria opinião do que deveria ou não ser exposto.

O filho de Rita, João Lee, ao lado da reprodução de uma das capas de álbum dos pais
O filho de Rita, João Lee, ao lado da reprodução de uma das capas de álbum dos pais. | Foto: Luccas Oliveira/O Globo.

Onde aconteceu a exposição de Rita Lee?

A exposição de Rita Lee aconteceu em um dos mais importantes, visitados e famosos museus de São Paulo, o Museu da Imagem e do Som, o MIS. O museu ultrapassou as barreiras desse estado e alcançou a fama de um dos melhores museus do Brasil, sendo reconhecido mundialmente como um dos maiores do mundo no segmento de imagem e som. 

Como a exposição aconteceu durante a pandemia, foi necessário apresentar o comprovante de vacina e agendar a visita no Site Ingresso Rápido ou no INTI. O MIS, que fica aberto de terça a domingo das 10h às 18h, deixou a exposição gratuita de terça a sexta, já no sábado e no domingo o ingresso custava 50 reais.

O museu está na Avenida Europa, em São Paulo, mais precisamente no Bairro Jardim Europa, número 158.

Detalhes da exposição

A exposição da Rita Lee teve ao todo 18 salas que, como citado anteriormente, transitaram entre os principais tópicos da vida da cantora, mostrando desde canções inéditas até cenas da casa e do dia a dia da artista. Como uma forma de já introduzir o público ao universo particular e intergaláctico de Rita, a primeira sala contava com vários extraterrestres, estrelas e luzes psicodélicas.

Rita Lee, uma estrela do rock, no MIS
Rita Lee, uma estrela do rock, no MIS. | Foto: Isabella Oliveira.

A próxima sala foi montada com várias fotos que colocam Rita Lee como um ser construído a partir da influência de vários outros artistas. Nela havia fotos de várias pessoas que serviram de inspiração para a cantora, essas fotos misturam a fotos da própria Rita, deixando em claro as suas aspirações. 

Em várias partes da exposição há figuras religiosas. Já na terceira sala, é possível ver uma santa em cima de uma televisão. Segundo João, Rita sempre foi muito católica.

João Lee ao lado da polêmica roupa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida
João Lee ao lado da polêmica roupa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. | Foto: Luccas Oliveira/O Globo.

Passando por essa figura, os visitantes chegavam a uma parte da exposição que foi toda montada para homenagear o início da carreira de Rita Lee. Nessas salas do primeiro andar, havia vários figurinos, escritos manuais, manequins vestidos e Rita e outros objetos que remetiam a essa fase da vida da artista. 

Essa primeira parte conta um pouco mais da história pessoal da cantora, retratando a sua adolescência e a sua participação na sua primeira banda. Além disso, havia lá o icônico vestido de noiva e a bota furtada em uma grife de Londres.

Bota rouba por Rita Lee da boutique Biba em Londres
Bota rouba por Rita Lee da boutique Biba em Londres. | Foto: André Velozo/Dançar Marketing/Divulgação/Glamour.

Adiante na exposição, havia apresentações que foram memoráveis na carreira de Rita, como a apresentação de “O Circo”, que foi transmitido na Rede Globo. As próximas salas exploraram um pouco da vida pessoal da cantora, mostrando suas cartas apaixonadas, fotos de sua família e músicas feitas de forma pensada para quem e para o que Rita mais amava.

Recriação de cenário do show ‘O Circo’ exibido pela TV Globo
Recriação de cenário do show ‘O Circo’ exibido pela TV Globo. | Foto: André Velozo Dançar Marketing.
Figurino ‘Miss Brasil 2000’ do show Babilônia, de 1978
Figurino ‘Miss Brasil 2000’ do show Babilônia, de 1978. | Foto: Isabella Oliveira.

Para finalizar, foram criadas algumas salas com fotos pessoais, fotos de revista e instrumentos pessoais da cantora. No final, havia um vídeo de Rita lendo um de seus livros, o chamado “Amiga Ursa” e, na última sala, tinha vários quadros pintados pela cantora, pinturas essas que nunca tinham sido expostas ao público. 

A exposição ainda está disponível para visitação?

Infelizmente, a exposição da Rita Lee não está mais disponível para visitação. Ela esteve aberta ao público durante quase cinco meses, tendo início no dia 23 de setembro de 2021 e finalizando somente no dia 20 de fevereiro de 2022. Entretanto, se você não conseguiu acompanhar, é possível ver fotos e vídeos do dia que estão disponíveis aqui no site da Novabrasil, por exemplo.

Inclusive, a equipe da Nova Manhã foi conferir de perto cada detalhe durante a exibição. Dá uma olhada: