Conforme já contamos aqui, você pode ser o próximo compositor ou compositora da nova música do Pão de Açúcar! E para te ajudar, preparamos algumas dicas ao longo desse texto.

Está no ar o Concurso Nova Música do Pão, uma parceria da Novabrasil com o grupo Pão de Açúcar, que selecionará o compositor ou a compositora da nova música do Pão de Açúcar.

Famoso pelas canções icônicas de suas campanhas, sempre interpretadas por grandes nomes da música popular brasileira, o Pão de Açúcar terá a sua nova música escolhida por – ninguém mais, ninguém menos – que Gilberto Gil e interpretada por sua neta Flor Gil.

A composição inédita e autoral deve ter o tema Felicidade, que já é a marca registrada das canções do Pão de Açúcar, e no refrão deve constar a frase “Felicidade Pode Ser”.

Mas, além disso, temos aqui mais 5 dicas importantes que podem te ajudar a criar a sua composição:

Nova Música do Pão: Confira as dicas sobre composições que preparamos para você!

1 – Teve uma ideia? Não perca tempo e coloque no papel! 

(E tenha um caderno sempre em mãos para anotar as suas ideias e um gravador para gravá-las)

Tenha sempre um caderninho em mãos e anote todas as ideias que surgem em sua cabeça, por mais estranhas que elas pareçam. Mesmo que em um primeiro momento pareça que elas não fazem tanto sentido, ao anotá-las você evita se esquecer daquela ideia e, pode procurar aprimorá-las em um momento mais propício.

A cantora e compositora Sueli Costa tem mais de 200 composições próprias e em parceria com nomes como Abel Dias, Cacaso, Tite de Lemos, Paulo César Pinheiro, Fausto Nilo e Ana Terra. Ela conta:

“Não tem que esperar o momento ideal. Aquele que acha que amadurecer algo na cabeça vai resultar em algo melhor se engana. Vai esquecer, vai se perder. Tem que pôr logo no papel e ir trabalhando, lapidando, apurando. Quando eu estava casada e tinha filhos pequenos, me levantava às 3h30 da manhã, quando tinha uma ideia, e ia imediatamente compor, elaborá-la… A inspiração não tem hora!”.

Mas também é importante estabelecer uma rotina de composição. Assim como criamos hábitos no nosso dia a dia, nos ajuda muito ter um dia e hora dedicados exclusivamente para a composição. Aquele momento para sentar em frente ao papel e deixar fluir, ou mesmo produzir algo mais mecânico, só para não deixar de exercer a criatividade.

Além do caderninho, é sempre bom ter um gravador em mãos, porque – assim – você também pode escutar o que compôs depois da melodia, ou a da harmonia prontas (ou uma primeira ideia de melodia ou harmonia!).

2 – Não julgue demais o seu trabalho e saiba a hora de parar

E vale o complemento da dica: Não descarte ideias que você acha que não são tão boas assim.

Em seu livro O Caminho do Artista, a escritora norte-americana Julia Cameron escreve que: “A arte amadurece em espasmos irregulares e requer algumas fases de patinho feio em seu crescimento”, e que, se olharmos com desdém para essas ideias iniciais, “poderemos chamar de patinhos feios muitos cisnes criativos”.

No mesmo livro, Julia cita uma frase de Paul Gardner que diz: “Uma pintura nunca está acabada. Ela simplesmente pára em lugares interessantes”. Picasso também dizia que não se termina um quadro, mas se o abandona.

Às vezes, a gente mexe tanto em uma composição nossa, que ela acaba deixando de ser genuína, só por conta do nosso perfeccionismo ou para agradar aos outros. O perfeccionismo excessivo paralisa, bloqueia e representa uma grande amarra para o compositor. 

“Eu sinto que uma composição te avisa quando ela se completa. Existem alguns sinais, e o mais forte, para mim, é a própria alegria ao ouvi-la, uma certa satisfação subjetiva em reconhecer que a sua alma e as coisas que lhes são importantes estão presentes”, analisa a compositora e cantora paulistana Ana Cañas. 

“Melodia, letra, poesia, rimas (ou não), ideias, ritmos… São os vários aspectos que dialogam e criam um amálgama idiossincrático que lhe dizem: transbordou, nasceu, pariu, é isso. Sou acometida por momentos de inspirações casuais que me levam à criação. Então, é sempre uma aventura. Uma aventura que dá sentido à vida.”

3 – Busque Inspirações

Antes de começar a escrever músicas, é importante procurar alimentar sua inspiração musical, o que pode ocorrer de diversas maneiras: pesquisando e escutando outros artistas, observando e contemplando coisas que estão ao nosso redor, como a natureza, as emoções, as pessoas, os relacionamentos… 

Para criar novas ideias, é necessário se movimentar, sair de casa, caminhar, correr, explorar novos locais que você nunca foi antes, realizar e conhecer coisas diferentes, experimentar. 

Mas, também é importante ter seus momentos de contemplação e deleite, em que parece que você não está fazendo nada – só observando – mas isso já é muita coisa para um artista, para um compositor: é material de estudo e de inspiração. O famoso ócio criativo!

4 – Busque parceiros que tenham a ver com você

Podemos ser compositores que trabalham muito bem sozinhos, mas – caso você não consiga avançar em uma criação e sentir que falta algo, não tenha medo de pedir ajuda, de propor uma cocriação. 

Existem inúmeras parcerias de muito sucesso na nossa MPB, seja entre dois compositores, ou entre compositor e intérprete: é o caso de Cazuza e Frejat, Toquinho e Vinicius de Moraes, Tom e Vinicius, Roberto e Erasmo Carlos, Nando Reis e Cássia Eller, Caetano e Gil, Marisa Monte, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes… e tantos outros.

Se você não tem amigos músicos ou compositores, hoje também existem novas tecnologias para procurar um intérprete ou parceiros de composição, são diversas plataformas disponíveis na internet em que você pode compartilhar o seu trabalho ou pesquisar pelo trabalho de outras pessoas.

Juntos podemos ir mais longe!

5 –  Não tenha medo de ousar, experimentar e fazer coisas fora da caixa

Estamos dando dicas aqui, mas não se prenda jamais apenas a fórmulas prontas ou coisas já testadas e bem-sucedidas, porque fazer diferente, dar vazão a emoções e sentimentos autênticos, também pode ser a chave para uma boa composição. 

Marisa Monte, compositora de dezenas de canções de imenso sucesso, sozinha e com parceiros, já disse uma vez:

“Existe o público que gosta da estranheza, da vanguarda e da experimentação, e essa gente vai estar aberta ao que você criar. Para o cara que está começando, a tecnologia ajuda muito, direciona. Mas o maior desafio é, no meio de tanta informação, tanto ruído, conseguir ser ouvido. Ter o tempo e a atenção do público. Então, faça diferente”.

Compor é algo muito individual. Portanto, não existe um jeito certo de fazer uma composição. Deixe a sua criatividade fluir!

E aí? Se animou para mandar a sua composição?

O vencedor ou vencedora assinará um contrato com o Pão de Açúcar e ganhará um prêmio de 50 mil reais, além de ser nosso convidado VIP para assistir – de camarote e com tudo pago – ao Festival Novabrasil.

Entre no site do Concurso para saber todas as regras e inscrever a sua composição até o dia 5 de agosto.

E, caso você ainda tenha alguma dúvida, nós também fizemos uma lista com as principais perguntas sobre o Concurso aqui no nosso site.

CERTIFICADO DE AUTORIZAÇÃO SEAE/ME Nº 03.020513/2022