Sacolé, Geladinho, Chup-chup, Dudu, Dindin | Foto: Lapper.

Hoje, aqui no Brasil com S, a gente fala sobre o Sacolé ou Geladinho, Dudu, Dindin, Chup-chup…

Sim! Em cada região do Brasil esse suco de fruta congelado dentro de um saquinho plástico tem um nome diferente!

No Rio de Janeiro, o nome é resultado da junção das palavras “saco” (ou “sacolinha”) com “picolé”: Sacolé. Em Recife é Dudu. Em Fortaleza, Dindin. Em Cuiabá é Suquinho ou Foquinha. Em São Paulo e na Bahia é Geladinho ou Gelinho. No interior de São Paulo, Juju. Em Maceió é Flau e em Belo Horizonte, Chup Chup.

Ainda existem outras nomenclaturas espalhadas pelo Brasil, como : Big-Bem, Duduzinho, Flautinha, Sacolete, Picolé-de-saco, Brasinha, Bacaninha, Lili, Laranjinha, Legalzinho, Chopp… 

A bebida utilizada nessa sobremesa geralmente é preparada com polpas de frutas, embora também seja possível a utilização de bebidas achocolatadas,  alcoólicas, caldo de cana, leite condensado e outros ingredientes.

Uma sobremesa popular e fácil de fazer, que é paixão nacional! Mas você sabe a história dessa especiaria tipicamente brasileira?

Durante a Segunda Guerra Mundial, os marinheiros norte-americanos consumiam alimentos processados – salgados e ricos em proteínas – que eram congelados em pequenos sacos plásticos. Esse era o principal alimento dos marinheiros durante as batalhas.

Quando a guerra terminou, alguém – não existe um registro oficial de quem exatamente fez isso – trouxe a ideia para o Brasil. Só que aqui, como somos um país tropical, bem quente, e não estávamos vivendo uma guerra, os alimentos dos marinheiros americanos deram lugar ao suco de fruta congelado: um doce prático, barato, saboroso e refrescante, conhecido por 10 entre 10 brasileiros, principalmente no verão!