Maysa Eterna

Por: Novabrasil
6 de junho de 2021

Hoje, 6 de junho, seria aniversário da cantora, compositora, instrumentista e atriz, Maysa.

Dona de uma voz e interpretação inconfundíveis, personalidade forte e transgressora, Maysa foi considerada uma das melhores cantoras da sua geração e transformou a música popular brasileira para sempre, influenciando muitos artistas que vieram depois como Angela Ro Ro, Leila Pinheiro, Cazuza e Renato Russo.

Uma das maiores vozes do samba-canção, Maysa teve uma vida turbulenta e relacionamentos amorosos conturbados, que refletiam em suas composições melancólicas e na forma dramática e passional que interpretava as canções. Sofria de depressão e do vício em álcool.

Nascida em 1936, em uma família rica e tradicional do Espírito Santo, passou a infância no Rio de Janeiro, estudou em colégio interno em Paris e, depois, viveu em São Paulo. Sempre soube que queria ser cantora e foi autodidata. Uma mulher ousada e à frente de sua época, rompeu padrões, compondo 30 canções, em uma época em que poucas mulheres atuavam como compositoras.

Sofreu muito preconceito por escolher seguir a carreira e teve até que abandonar o primeiro marido e o filho, o hoje diretor Jayme Monjardim, porque o marido não aceitava a sua carreira, sendo julgada por uma sociedade conservadora.

Fez sucesso internacionalmente e se apresentou nas principais casas de show do mundo. Entre suas principais composições estão os sucessos Meu Mundo Caiu, Ouça, Adeus (que compôs com apenas 12 anos de idade), Resposta e Tarde Triste.

Mais tarde, enveredou também para um lado um pouco mais leve, da bossa nova, e gravou canções como Eu Não Existo Sem Você, A Felicidade e Água de Beber, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, e O Barquinho, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, sempre dando um tom mais intenso às canções, principal marca de sua personalidade artística.

Nos deixou órfãos da sua genialidade, aos 40 anos, vítima de um acidente de carro.

ACERVO
 

DESTAQUES | PODCASTS