Elba Ramalho e Fagner planejam álbum em homenagem a Luiz Gonzaga

Por: Novabrasil
7 de dezembro de 2021

No próximo dia 13 de dezembro, celebramos 109 anos do nascimento de Luiz Gonzaga, o eterno Rei do Baião. A data, inclusive, inspirou a instauração do Dia Nacional do Forró, em homenagem ao pernambucano, que criou e disseminou Brasil afora o gênero musical e manifestação cultural nordestina, que une baião, xaxado, chamego, coco, xote e pé-de-serra e que deu origem a famosa dança “dois pra lá, dois pra cá”.

Por isso, dois artistas que tiveram muita influência de Gonzagão em sua obra e trajetória – a paraibana Elba Ramalho e o cearense Fagner – se uniram em um só projeto e escolheram a data para lançar, no próximo dia 13, o álbum Festa, com repertório inteiro dedicado à Luiz Gonzaga.

Com produção musical do sanfoneiro Zé Américo, o disco trará 12 canções eternizadas por Gonzagão, na voz dos dois artistas nordestinos, como as clássicas: Forró nº 1 (composição de Cecéu, já gravada por Fagner em 1994, ao lado da Rainha do Xaxado, Marinês) A Morte do Vaqueiro (de Nelson Gonzaga e Nelson Barbalho), Baião da Penha (de Guio de Moraes e Davi Nasser), Danado de Bom (de Luiz Gonzaga e João Silva), O Cheiro da Carolina (de Luiz Gonzaga e Amorim Roxo) e a faixa-titulo, de autoria de Gonzaguinha, filho do Rei do Baião.

Esta é a primeira vez que os dois artistas gravam um álbum juntos, mas Fagner e Elba já gravaram, separadamente, discos que celebram o repertório de Luiz Gonzaga. Os de Fagner foram feitos em parceria com o próprio Gonzagão e lançados em 1984 e 1988 (Luiz Gonzaga & Fagner e Gonzagão & Fagner 2, respectivamente). Já Elba Ramalho, lançou Elba Canta Luiz, em 2002, cujo show de lançamento gerou, no ano seguinte, o CD e DVD Elba ao Vivo.

Em seu primeiro anúncio sobre o disco nas redes sociais, lá em junho deste ano, Fagner descreveu ele e a amiga paraibana como “discípulos” do “mestre Lua”.

O disco marca a estreia do selo Bônus Track e nós já esperamos ansiosamente!

 

Noticias
 

DESTAQUES | PODCASTS