Hoje é o dia da Alcione Marrom!

Por: Novabrasil
21 de novembro de 2021

Hoje é aniversário de uma das maiores potências musicais que este Brasil já viu: Alcione.

Conhecida como uma das nossas Rainhas do Samba e dona de uma das vozes mais incríveis do país, a Marrom – apelido carinhoso da cantora, compositora e multi-instrumentista maranhense – faz 74 anos hoje.

Com 50 anos de carreira, mais de 40 álbuns lançados e mais de 8 milhões de discos vendidos pelo mundo, Alcione é conhecida, prestigiada e premiada no Brasil e no exterior, com seu timbre inconfundível, voz potente, carisma gigantesco, presença de palco marcante e sucessos que vão do sambas às canções românticas.

Seu pai foi mestre da banda da Polícia Militar do Maranhão e professor de música. Além disso, foi compositor e entusiasta do bumba-meu-boi, folguedo típico da capital maranhense, onde Alcione nasceu. Foi ele quem a ensinou, ainda cedo, a tocar diversos instrumentos de sopro, como o trompete e clarinete, que a artista começou a praticar aos nove anos. Aos 12 anos, Alcione fez sua primeira apresentação, cantando na Orquestra Jazz Guarani, regida por seu pai.

Marrom mudou-se para o Rio de Janeiro no início dos anos 70, e lá começou a sua carreira, cantando em casas noturnas e bares da cidade carioca. Depois, participou de alguns programas de calouros e foi contratada para se apresentar na TV Excelsior. Logo, foi fazer sua primeira turnê internacional pela América Latina e depois passou um tempo cantando na Europa.

Quando voltou ao Brasil, sua carreira despontou de vez: gravou o seu primeiro disco em 1975 – A Voz do Samba – e não parou mais de lançar um sucesso atrás do outro.

Alcione tem uma relação estreita com o samba e com as escolas de samba cariocas, principalmente a Estação Primeira de Mangueira.

Fundou a escola de samba mirim da Mangueira – Grêmio Recreativo Cultural Mangueira do Amanhã, da qual é Presidente de Honra – e o Centro de Arte da Mangueira (Mangueirarte). Fundou também, ao lado de João Nogueira, Clara Nunes, Martinho da Vila, Dona Ivone Lara e tantos outros sambistas, o Clube do Samba, na década de 80. Por sua imensa contribuição ao universo do samba, já foi enredo de escolas de samba nas cidades do Rio de Janeiro, São Luís, Juíz de Fora e São Paulo.

Entre os principais sucessos em sua voz, estão as clássicas canções: Não Deixe o Samba Morrer, Você Me Vira a Cabeça, A Loba, Meu Ébano, Juízo Final, Sufoco, Gostoso Veneno, Menino Sem Juízo, Nem Morta, Garoto Maroto, Estranha Loucura, Ou Ela Ou Eu e Além da Cama.

Viva a grande Alcione!

NOVAS
 

DESTAQUES | PODCASTS