Voltar

STF manda investigar Michel Temer; Presidente diz que não renuncia

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer com base na delação dos sócios da JBS, Joesley e Wesley Batista. Em meio à reação negativa do mercado, ameaças de debandada de ministros e diante de especulações de que deixaria o cargo, Temer veio […]

Publicado em 19 de maio de 2017

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer com base na delação dos sócios da JBS, Joesley e Wesley Batista. Em meio à reação negativa do mercado, ameaças de debandada de ministros e diante de especulações de que deixaria o cargo, Temer veio a público e negou a possibilidade de renúncia. “Não renunciarei. Repito: não renunciarei”, disse. Ele repudiou as acusações de que teria dado aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha. “Não comprei o silêncio de ninguém.” À noite, Fachin liberou a gravação da conversa entre Joesley e Temer, que tem trechos inaudíveis. O empresário conta ao presidente como tentou obstruir investigação da qual é alvo. Principal aliado, o PSDB deu sinais de que deixaria o governo, mas resolveu esperar o avanço das apurações.