Voltar

Manifestações pedem saída de Temer da Presidência

Pelo menos 29 cidades brasileiras em 21 estados e no Distrito Federal tiveram nesta quinta-feira manifestações que pediram a saída de Michel Temer da Presidência, motivadas pela delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. Em pronunciamento, o governante brasileiro Michel Temer disse que não renunciará. Na capital paulista, os manifestantes se […]

Publicado em 19 de maio de 2017

Pelo menos 29 cidades brasileiras em 21 estados e no Distrito Federal tiveram nesta quinta-feira manifestações que pediram a saída de Michel Temer da Presidência, motivadas pela delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. Em pronunciamento, o governante brasileiro Michel Temer disse que não renunciará.

Na capital paulista, os manifestantes se concentraram na Avenida Paulista, na região central. No ato convocado pelas redes sociais, que bloqueou uma das mãos da avenida, havia bandeiras de partidos e faixas pedindo “Fora, Temer” e eleições diretas, os manifestantes também gritaram palavras de ordem contra o senador afastado Aécio Neves e contra o ex-deputado Eduardo Cunha.

No Rio de Janeiro, Momentos após o fim do pronunciamento de Temer, durante o qual ele afirmou que não vai renunciar, manifestantes começaram a se concentrar na Candelária, no centro. A Avenida Presidente Vargas ficou interditada. O Veículo Leve sobre Trilhos foi desativado na região. Já passava das 8 e meia da noite quando bombas foram ouvidas na região da Cinelândia e houve correria. Segundo a PM, o confronto começou com mascarados atacando os policiais que estavam fazendo a segurança. A manifestação que era pacífica se dispersou por conta da violência. Pelo menos uma pessoa ficou ferida.