Voltar

GM decide sair da Venezuela após governo Maduro confiscar fábrica

A General Motors anunciou o encerramento de suas operações na Venezuela depois que autoridades do país confiscaram uma unidade da montadora. Segundo a GM, as ações do governo do presidente Nicolás Maduro prejudicam seus dois mil e seiscentos operários, além dos quase quatro mil trabalhadores de suas concessionárias. A empresa prometeu pagar os direitos trabalhistas […]

Publicado em 21 de abril de 2017

A General Motors anunciou o encerramento de suas operações na Venezuela depois que autoridades do país confiscaram uma unidade da montadora. Segundo a GM, as ações do governo do presidente Nicolás Maduro prejudicam seus dois mil e seiscentos operários, além dos quase quatro mil trabalhadores de suas concessionárias. A empresa prometeu pagar os direitos trabalhistas dos funcionários demitidos. A decisão da GM foi tomada em meio a uma grave crise econômica na Venezuela, que já afetou diversas empresas norte-americanas presentes no país.