Perfil do Artista

Leila Toscano Pinheiro Nascida em Belém do Pará (PA), no dia 16 de outubro de 1960

Leila Pinheiro sempre teve contato com a música, desde sua infância. Ela é filha do gaitista Altino Pinheiro. Ela começou seus estudos de piano aos dez anos, no Instituto de Iniciação Musical. Em 1974, Leila desiste das aulas teóricas de música e passa a estudar piano com o conterrâneo, o músico Guilherme Coutinho.

Abandonou o curso de medicina, em 1980, para estrear seu primeiro espetáculo, Sinal de Partida, realizado no Teatro da Paz, em Belém, onde se apresentou como cantora profissional.

Devido ao sucesso, no ano seguinte se mudou para o Rio de Janeiro, onde gravou seu primeiro LP independente, batizado de “Leila Pinheiro”. Excursionou com o Zimbo Trio em 1984, realizando uma série de espetáculos pelo exterior, mas o sucesso veio na verdade quando ganhou o prêmio de cantora-revelação no Festival dos Festivais, exibido pela Rede Globo, em 1985, onde interpretou a canção “Verde”, que foi classificada em terceiro lugar consecutivo e é o primeiro sucesso radiofônico.

Com o festival, Leila ganhou notoriedade. Assinou um contrato com uma gravadora e gravou o disco “Olho Nu”, que lhe garantiu o prêmio de melhor intérprete no Festival Mundial Yamaha. O álbum foi muito elogiado pela crítica especializada, e obteve vendagem significativa.

Entre os anos de 1988 e 19898, a cantora ainda gravou mais dois discos “Alma” e “Bênção Bossa Nova”, este último foi lançado em comemoração aos trinta anos de bossa nova no Brasil. A partir daí Leila passou a ser conhecida como cantora de bossa nova, rótulo este que seria reforçado com o lançamento do disco “Isso é Bossa Nova”, em 1994, e foi o último a ter versão em vinil.

No final dos anos 1990, fez espetáculos com o parceiro e amigo Ivan Lins nos Estados Unidos e ainda um tributo a Tom Jobim realizado na casa de espetáculos nova-iorquina Carnegie Hall.

Em 2001 presenteou os fãs com o CD “Mais coisas do Brasil”, o primeiro ao vivo da carreira, que também rendeu seu primeiro DVD. O repertório trouxe regravações dos antigos sucessos entre outras canções consagradas.

Em 2005, gravou o CD “Nos Horizontes do Mundo”, cujo título provisório era “Hoje”. O sucesso do álbum acabou por gerar o espetáculo homônimo, de onde veio o trabalho mais recente da carreira: “Nos Horizontes do Mundo – Ao Vivo”.

No ano seguinte, participou, ao lado de Gilberto Gil e outros artistas, da gravação do CD “Hino do Fome Zero”.

Em 2005, lançou o CD “Nos horizontes do mundo”, no qual registrou “Renata Maria”, primeira parceria de Ivan Lins e Chico Buarque, além de “Hoje”, parceria da cantora com Renato Russo, entre outros sucessos.

Lançou, em 2007, em CD e DVD, “Nos horizontes do mundo – ao vivo”, registro do espetáculo realizado no ano anterior no Sesc Pinheiros (SP). O CD registra 18 canções em 14 faixas. O DVD, produzido em parceria com o Canal Brasil, registra o show completo, com 23 canções e um texto assinado pela escritora Adélia Prado. Nos extras do DVD, o vídeo-clipe de “Hoje”, parceria da cantora com Renato Russo, making of e galeria de fotos. Também em 2007, dividiu o palco do Canecão, no Rio de Janeiro, com o cantor e compositor Jorge Vercilo.

O CD “Pra iluminar”, gravado ao vivo no Teatro da Fundação de Comércio Álvares Penteado (Fecap), em São Paulo, foi lançado em 2009. O disco marca o primeiro trabalho totalmente independente de seu selo Tacacá Music, com obras de Eduardo Gudin, responsável também pelos arranjos e violões.

No ano seguinte lançou Meu segredo mais sincero”, contendo as seguintes faixas: “Hoje”, de sua parceria com Renato Russo, “Índios” “Tempo perdido” e “Eu sei”, todas de Renato Russo

Em 2010, lançou o CD “Meu segredo mais sincero”, contendo as seguintes faixas: “Hoje”, de sua parceria com Renato Russo, “Índios” “Tempo perdido” e “Eu sei”, todas de Renato Russo. Também no mesmo ano, o álbum “Leila Pinheiro”, de 1983, disco de estréia da cantora, foi lançado em formato digital, numa parceria de seu selo Tacacá Music e do selo Discobertas, do produtor musical Marcelo Fróes, celebrando seus 30 anos de carreira.

Referências: Site oficial e Dicionário Cravo Albin de Música Popular Brasileira

Discografia: (2013) Céu e Mar (Leila Pinheiro e Nelson Faria) (2010) Meu segredo mais sincero (2009) Pra iluminar (2007) Nos horizontes do mundo – ao vivo (2005) Nos horizontes do mundo (2001) Mais coisas do Brasil (2000) Reencontro (1998) Na ponta da língua (1996) Catavento e girassol (1994) Isso é bossa nova (1993) Coisas do Brasil (1991) Outras caras (1989) Bênção, bossa nova (1988) Alma (1986) Olho nu (1983) Leila Pinheiro