Perfil do Artista

Jota Quest Rogério Flausino (vocais), Marco Túlio Lara (guitarra), Márcio Buzelin (teclados), PJ (baixo) e Paulinho Fonseca (bateria)

A banda mineira tinha como nome original J. Quest, no entanto, por conta de problemas legais com a Hanna-Barbera, detentora dos direitos do desenho animado “Johnny Quest”, o nome foi trocado para Jota Quest, pondo fim ao processo de disputa.

O Jota nasceu no cenário musical do pop rock brasileiro em 1996. Passou pelo circuito underground de Belo Horizonte, durante os três primeiros anos (1993-1995). Nesta época, chegaram a gravar um álbum independente. E em outubro de 1996, o grupo lança seu primeiro disco, com sonoridade disco-funk o disco agrada a crítica.

A partir daí, os mineiros partiram para uma turnês nacional.  Eles levaram para o palco as perucas “black power” que aparecem na capa deste primeiro álbum, deixando bem claras suas referências e intenções. O disco, produzido pelo paulista Dudu Marote, trazia ainda a participação especial de Tony Tornado, herói da black music brasileira na faixa “Há quanto tempo” e a regravação de um lado b de Tim Maia “Dance enquanto é tempo”. Eles chegaram a vender 130.000 cópias do trabalho.

A partir daí, foi um pulo até que gravassem o segundo disco. Em 1998, presentearam os fãs com “De volta ao planeta”, que fazia critica social ao desemprego no Brasil. O videoclipe de “De volta ao planeta” recria a capital “Brasília” e os “macacos” da série setentista “Planeta dos Macacos” causando grande impacto.

Nos anos 2000, o grupo partiu para uma nova direção com a gravação do ecológico e experimental “Oxigênio”. A canção que deu nome ao álbum foi primeiro single teve os direitos autorais doados ao Greenpeace. O disco foi produzido por Marcelo Sussekind e trouxe fusões com novas tendências do rock e da eletrônica. O CD teve seu grande êxito no início de 2001, com o lançamento da balada-rock “O que eu também não entendo” que levou o álbum para o topo das paradas.

Em 2002, o Jota retorna com novo disco. Eles lançam “Discotecagem Pop Variada” seu quarto disco. A banda emplaca “Na moral”, com participação de Seu Jorge, seguida de perto pela balada-soul “Só hoje”. Depois de uma turnê nacional, o grupo grava, em maio de 2003, o “MTV Ao Vivo”. A gravação do CD/DVD aconteceu em Belo Horizonte, na Praça do Papa, ao ar livre, para mais de 80.000 pessoas em dois dias de festa. O repertório foi baseado no último álbum e trazia também canções dos primeiros CDS, além das inéditas “Amor maior” e “Do seu lado” que chegaram, na seqüência, o topo das paradas.

Em outubro de 2005, o Jota Quest lançou o quinto álbum de estúdio do grupo, “Até Onde Vai”. O álbum mistura rock, funk e elementos da música eletrônica. Ele também produzido por Liminha.

A banda lançou o DVD Até Onde Vai – Ao Vivo com show gravado em setembro de 2006. O concerto aconteceu no Anfiteatro Pôr-do-Sol, em Porto Alegre, Rio Grande Do Sul, ao ar livre, em uma linda tarde-noite de domingo na presença de 50.000 pessoas. Para este DVD, foi produzido o documentário “20%”. Dirigido por Bruno Natal, o documentário dá uma geral nestes 10 anos de história do Jota Quest.

Em 2011 o grupo se apresentou novamente no “Rock In Rio IV”, no principal espaço do festival, o Palco Mundo. O show foi sucesso de crítica e de público. Cerca de 200 mil pessoas assistiram a apresentação.

No ano seguinte, o grupo lançou CD e DVD “Multishow Ao Vivo: Jota Quest – Folia&Caos” em show gravado no espaço Fundição Progresso, centro do Rio de Janeiro. A apresentação marcou o início da turnê nacional em comemoração aos 15 anos do grupo. O DVD contou com as participações de Maria Gadú na música “Mais uma vez”, Moska em “Quantas vidas você tem?” e de Falcão (da banda carioca O Rappa) na faixa “Me deixa”, todas as três composições consideradas sucessos e clássicos do repertório da banda.

Referências: Site oficial e Dicionário Cravo Albin de Música Popular Brasileira

Discografia: (2012) Multishow Ao Vivo: Jota Quest – Folia&Caos (2003) Jota Quest – MTV ao vivo (2002) Discotecagem pop variada (2000) Oxigênio (1998) De volta ao planeta (1996) J. Quest